Notícias Adventistas

Igreja Adventista defende direitos humanos baseada na Bíblia

A Igreja Adventista declara que todo ser humano foi criado à imagem de Deus e, por essa razão, luta pela garantia dos direitos humanos.

10 de setembro de 2015
O departamento de Liberdade Religiosa da Igreja Adventista, que trata de questões  ligadas a direitos humanos, tem cadeira fixa na ONU

O departamento de Liberdade Religiosa da Igreja Adventista, que trata de questões ligadas a direitos humanos, tem cadeira fixa na ONU

Brasília, DF … [ASN] Na sociedade moderna grupos majoritários ou minoritários lutam para ter voz e, por vezes, adotam medidas violentas para serem ouvidos. Baseada nos valores bíblicos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia defende os direitos humanos desde que foi fundada em 1863. Segundo a Igreja, todo e qualquer ser humano deve ser livre para tomar decisões de qualquer natureza, bem como desfrutar de dignidade, igualdade e respeito. “Muito antes da elaboração da Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948), Jesus esteve aqui na terra e disse: amem uns aos outros. E mais: amem aos seus inimigos e orem pelos que vos perseguem”, destaca o presidente da Igreja Adventista para a América do Sul, pastor Erton Köhler, em novo episódio da série Falando de Esperança.

Leia também:

Adventistas alertam em vídeo sobre consumo de álcool

Para a Igreja, a liberdade para escolher uma religião deve ser respeitada. Da mesma forma, o direito do ensino da religião deve ser livre, desde que respeite a igualdade de direito alheia. “A igreja mantém firme a sua posição a favor das liberdades individuais”, enfatiza Köhler. A Instituição se posiciona contrariamente ao uso da força e à intolerância, “mesmo que seja pra lutar pela própria liberdade”, ressalta o pastor.

Veja o vídeo abaixo e saiba mais sobre o assunto. [Equipe ASN, da redação]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox