Notícias Adventistas

Igreja Adventista cresce nos primeiros quatro meses do ano

Igreja Adventista experimentou incremento líquido de 1,75% entre janeiro e abril de 2020 em comparação com o mesmo período do ano passado.

Por Felipe Lemos 8 de junho de 2020

Projeto Uma Voz de Esperança é uma resposta adventista para fortalecer a pregação do evangelho no contexto pós-quarentena com a retomada dos cultos. (Arte: Victor Trivelato)

Os dados da Secretaria Executiva da sede sul-americana adventista foram divulgados, nesta semana, e apontam um crescimento real do número de membros em oito países sul-americanos. De acordo com o relatório, entre janeiro e abril de 2020, na comparação com o mesmo período em 2019, o crescimento foi de 1,76%. Crescimento real é a diferença entre o número de batismos, rebatismos e profissões de fé e a apostasia (abandono da fé). Até final de abril, a Igreja Adventista sul-americana fechou com 2.487.669 membros.

Reação à pandemia

Os meses avaliados no relatório já refletem uma parte do período em que a pandemia da Covid-19 foi anunciada em todo o mundo. Desde a metade de março, algumas ações de distanciamento social começaram a ocorrer em todos os países da América do Sul. Isso teve reflexos diretos sobre a realidade nos mais de 28 mil templos adventistas atendidos pela Divisão Sul-Americana.

Apesar das dificuldades, inclusive econômicas e sociais, a Igreja Adventista do Sétimo Dia elaborou planos para continuar focada na missão de pregação do evangelho, principalmente com vistas à retomada dos cultos presenciais. O documento chamado Uma Voz de Esperança foi lançado para consolidar uma ênfase de ações na comunhão, relacionamento e missão. Na área de comunhão, o destaque é para a promoção de estudo de livros proféticos como Daniel e Apocalipse, e incentivo à devoção pessoal e leitura do livro O Grande Conflito.

Quanto ao relacionamento, a ideia é fortalecer a organização de grupos de profissionais de saúde emocional para atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade e arrecadação e distribuição de alimentos com o livro missionário. No que diz respeito à missão, duas ações deverão receber maior atenção: capacitação dos membros para dar estudos bíblicos aos amigos e intensificação de classes bíblicas.

Visitação, adoração e mobilização

Um resumo deste direcionamento adventista, na retomada dos cultos presenciais, apresenta três conceitos-chave: visitação, adoração e mobilização. “Neste momento em que o isolamento começa a ser flexibilizado, antes de esperar que as pessoas venham para a Igreja, nós queremos cuidar delas e orar por elas pessoalmente”, comenta o pastor Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista para oito países sul-americanos.

Ele ainda afirma que “por isso, estamos nos preparando para ter uma grande movimentação de visitação junto com a abertura dos templos. Queremos sair do acompanhamento virtual para um acompanhamento físico, real, presencial, tomando os devidos cuidados. Queremos primeiro cuidar das pessoas e das suas necessidades em casa para, então, recebê-las”, explica Köhler.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox