Notícias Adventistas

Igreja Adventista chega a 20 milhões de membros no mundo

Um dos fatores de crescimento se deve ao envolvimento de fiéis em fazer novos discípulos, avaliam líderes

4 de março de 2017

Ruandeses durante batismos no Lago Kivu no período das principais reuniões de evangelismo no país africano, em maio de 2016. (Foto: Andrew McChesney / Adventist Mission)

Silver Spring, EUA… [ASN] A motivação principal de engajar cada membro da Igreja no programa Envolvimento Total de Membros contribuiu para impulsionar a Igreja Adventista do Sétimo Dia a ultrapassar os 20 milhões de membros pela primeira vez em sua história.

A denominação chegou a 20.008.779 membros em 31 de dezembro de 2016, um aumento líquido de 882.332 pessoas, ou de 4.6%, em relação ao ano anterior, de acordo com o departamento de Arquivos, Estatísticas e Pesquisa da Associação Geral (AG) da Igreja.

Leia também:

O número de pessoas batizadas no ano passado bateu o recorde; chegou a 1,2 milhão, incluindo um número sem precedentes em Ruanda, 110 mil pessoas, enquanto novos templos continuaram a ser estabelecidos.

“O que essas estatísticas me dizem a respeito dos esforços da Igreja para cumprir sua missão é que seus líderes e, cada vez mais, os membros, estão colocando recursos consideráveis para alcançar novas pessoas para o reino de Deus”, avalia David Trim, diretor do departamento de Arquivos, Estatísticas e Pesquisa da AG. “

O Envolvimento Total de Membros (ETM), implementado em 2016, é uma iniciativa da sede mundial adventista para incentivar cada membro a compartilhar ativamente o evangelho em sua comunidade. Os esforços missionários incluem distribuição de literatura, estudos bíblicos, classes de culinária, seminários sobre saúde, feiras de saúde e reuniões de evangelismo público.

Papel individual

Reagindo ao número de novos conversos, o presidente mundial da Igreja Adventista, Ted N. C. Wilson, enfatizou a conexão entre o crescimento e o envolvimento de cada fiel.“O engajamento dos leigos no ETM é muito importante para o que estamos vendo acontecer”, analisou Wilson via e-mail.

“Que nunca nos esqueçamos do conselho a nós dados no livro Testemunhos para a Igreja, v. 9, p. 117: “A obra de Deus na Terra jamais poderá ser terminada a não ser que os homens e as mulheres que constituem a Igreja concorram ao trabalho e unam os seus esforços aos dos pastores e oficiais da igreja”, destaca o líder.

Duane McKey, coordenador do ETM na sede mundial adventista, reforça que o crescimento de membros é “claramente um indício de que o programa é abençoado por Deus”. “Quando a Igreja toda estiver mobilizada, como em Ruanda, quando cada membro estiver fazendo algo, Deus estará presente e abençoará”, destaca.

Aumento recorde

As estatísticas indicam que a Igreja Adventista, fundada em 1863 com apenas 3.500 membros, está atingindo um pico após o outro no crescimento de fiéis. A denominação tem testemunhado um aumento recorde nos últimos três anos, com 1.167.506 novos membros em 2014, seguido por 1.260.880 em 2015, e 1.314.950 em 2016, lembra Trim.

Presidente mundial adventista discursa durante uma das reuniões anuais com líderes da denominação (Foto: Adventist News Network)

Organizada em 13 divisões mundiais e dois campos anexos, a instituição viu o maior crescimento ocorrer na Divisão Africana Centro-Oriental, com 338.638 novos membros (334.572 batismos e 4.067 profissões de fé), chegando a um total de 3.502.462 fiéis. Seu território inclui Ruanda, onde 110.476 pessoas foram batizadas depois de meses de oração e de outros esforços do ETM, que culminaram com as reuniões de evangelismo em mais de dois mil locais em maio de 2016.

Conservação e discipulado

Trim apontou para os níveis recordes contínuos do estabelecimento de novas congregações. Um total de 2.655 templos foram estabelecidos no ano passado, ou seja, uma nova igreja a cada 3.3 horas.

“As estatísticas mostram que o foco da Missão Global sobre o plantio de igrejas está frutificando”, reforça Gary Krause, diretor do departamento da Missão Adventista da AG. “Eu diria que o plantio de igrejas continua sendo, pelo menos, um dos fatores principais, se não o principal, na capacitação do crescimento sustentado à medida que os novos crentes são nutridos no companheirismo enquanto se tornam discípulos”.

No mundo todo, a Igreja Adventista tem 154.710 congregações, que incluem templos locais e grupos. Os líderes adventistas se alegram com o rápido crescimento, mas também destacam que devem ser feitos esforços para nutrir os novos membros.

“Devemos lembrar que a conservação e o fortalecimento são o outro lado da mesma moeda, como o evangelismo”, alerta G. T. Ng, secretário-executivo da sede mundial da Igreja.

Desafio

A despeito do crescimento robusto de membros informado no ano passado, 352.722 foram subtraídos devido à sua remoção do rol de fiéis ou desaparição nas auditorias da denominação. Esta foi a menor dedução desde 2006.

Uma média de 584 mil pessoas foram removidas anualmente nos últimos dez anos, e se o mesmo número tivesse sido subtraído em 2016, o total de membros não teria chegado a 20 milhões.

“A lição espiritual aqui é que não deveríamos ficar tão cegados pelos números a ponto de buscarmos apenas acrescentar, apenas batizar e não fortalecer os novos membros em uma vida de discipulado ativo”, analisa Trim. [Equipe Adventist Mission, Adnrew McChesney]

Conheça a Igreja Adventista:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox