Notícias Adventistas

Hospital Adventista de Belém recebe certificado de excelência em UTI

Instituição de saúde é a primeira no País a atingir o nível máximo de excelência para Unidade de Terapia Intensiva.

Por Ana Tália Coelho 25 de abril de 2019

Comissão administrativa do Hospital Adventista de Belém recebe a placa contendo o selo de distinção em UTI. (Foto: Marketing HAB e Roberto Rodrigues)

Na quinta-feira (18/04), o Hospital Adventista de Belém (HAB), recebeu formalmente a Certificação em Distinção no nível Diamante para as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Adulto, Neo e Pediátrica.

A entrega marcou uma das ações de celebração dos 66 anos do HAB, e foi realizada no auditório do Irineu Stabenow com a presença dos colaboradores e do corpo administrativo da organização. O diretor administrativo, Jackson Freire, foi o encarregado de apresentar aos espectadores a acreditadora sênior da IQG Health Services Accreditation, Ana Flávia Torres, responsável pela certificação das UTIs.

O certificado foi entregue pela representante da IQG ao pastor Leonino Santiago, presidente da União Norte Brasileira, que compreende o Pará, Amapá e Maranhão. Durante um discurso emocionado, a certificadora elogiou a constância nos resultados apresentados pelo hospital e a importância dos colaboradores no processo de acreditação. “Quando vocês falam ‘Salvar é a nossa natureza’, vocês, praticam isso no dia-dia de tal maneira que os resultados aparecem, porque cada um de vocês é salvador de vidas”, destacou Ana Flávia.

UTI

Pr. Leonino Santiago recebe a Certificação em Distinção de UTI do Hospital Adventista de Belém. (Foto: Marketing HAB e Roberto Rodrigues)

Na visão do diretor médico, Markus Barcelos, a instituição está cada vez mais próxima dos ideais de qualidade pretendidos, o que não é apenas uma prerrogativa técnica. “Há dois versos bíblicos que nos orientam nesta direção, não é apenas o desejo humano. Um deles é Eclesiastes 9:10 que diz que o temos de fazer, devemos fazer com toda a nossa força. A segunda parte está em Deuteronômio e nos orienta, como instituição adventista, a sermos cabeça e não cauda”, afirmou o médico referindo-se ao objetivo missionário do hospital.

Além da concessão do Certificado em Distinção de UTI nível Diamante, o HAB recebeu uma placa contendo o selo que atesta a excelência nos serviços oferecidos nas UTIs. O descerramento da mesma foi feito pelo coordenador de UTI e vice-diretor técnico, Edgar Sobrinho, e pelo diretor financeiro, George Ramos, ambos representando os servidores da instituição.

Na ocasião, Sobrinho, manifestou aos presentes o desejo de mudar a nomenclatura da Unidade de Terapia Intensiva do hospital para Unidade de Cuidado Intensivo ao Paciente. “O que fazemos na UTI é muito mais do que tratar de uma doença; nós cuidamos de pessoas”, esclareceu o médico.

Selo de distinção pioneiro no país

A Certificação por Distinção em Serviços de Terapia Intensiva foi desenvolvida pela IQG Health Services Accreditation em parceria com a Associação Brasileira de Medicina Intensiva (AMIB), por meio de processos rigorosos de avaliação que analisam se as boas práticas nacionais e internacionais são aplicadas na instituição.

UTI

Coordenador de UTI, Edgar Sobrinho, parabeniza gerência de Enfermagem e Departamento de Qualidade do hospital. (Foto: Marketing HAB e Roberto Rodrigues)

Segundo Ana Flávia existem apenas dois serviços certificados no Brasil com o nível Diamante – considerado o grau de excelência da categoria -, sendo o Hospital Adventista de Belém o primeiro deles. “Pensando no impacto disso para o nosso país e para as outras instituições é um espelho de que é possível falarmos em excelência no cuidado. Isso não exige somente investimento, dedicação e compromisso, mas gestão de recursos e integração de um time que trabalha junto”, explicou.

De acordo com Sobrinho, dos 400 requisitos que compunham o manual de avaliação da IQG para os serviços de Terapia Intensiva, o hospital conseguiu êxito na execução em cerca de 98% deles, o que significa a construção de uma Unidade de Cuidado Intensivo mais segura. “Mudamos o conceito de UTI. Na verdade, este nome nem existe mais para nós. No Hospital Adventista de Belém temos uma Unidade de Cuidado Intensivo, uma unidade que cuida de pessoas, que é o propósito deste hospital”, explicou.

Na visão da representante da IQG, a prudência no tratamento dos doentes é um dos fatores que fizeram a diferença para os feitos alcançados pela instituição. “Os resultados dessa acreditação aparecem diretamente no cuidado ao paciente. Olhamos isto através dos indicadores de protocolos e na percepção do paciente e do profissional de que o que é feito aqui é único”, afirmou a acreditadora sênior.

A Certificação em Distinção em UTI AMIB – IQG tem validade de três anos, e durante esse período o hospital ainda passa por um acompanhamento de exercício das boas práticas nacionais e internacionais.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox