Notícias Adventistas

De moto a caiaque: voluntários na Bahia usam criatividade para entregar livros missionários

Por Pedro Farias 3 de novembro de 2020

Usando caiaques, voluntários entregaram livros à margem do Rio São Francisco. Teve até batismo na orla de Juazeiro

Mobilidade não foi problema nenhum: a esperança chegou a pé, de bicicleta, de moto, de carro e até de caiaque na região norte da Bahia, com voluntários respondendo com criatividade e responsabilidade ao desafio de entregar livros pela campanha Impacto Esperança, no sábado, 31 de outubro.

Na orla de Juazeiro, BA, a 502 km de Salvador, um grupo de 30 voluntários usou caiaques para entregar exemplares do livro “A Maior Esperança” para pescadores e banhistas à margem do Rio São Francisco. “Fiquei muito feliz em receber esse presente em plena manhã. Não esperava receber e não sei de quem foi, mas agradeço muito” afirmou Cilene Gonzalez, que estava como turista na Ilha do Fogo, na orla do rio. O cantor Antônio Mendes também estava a passeio na Ilha e ficou feliz por receber um livro de graça. “Que presente lindo que eu ganhei! Todos precisam ler alguma coisa, mas essa leitura é atualizada. Receber um livro na água é a primeira vez”, disse.

No final da entrega dos livros, os voluntários fizeram um meio círculo na orla de Juazeiro para um momento especial: Roberto, fisioterapeuta alcançado por evangelismo online durante a pandemia, foi batizado no rio pelo pastor Cleiton Mota, líder da Associação Bahia Norte – sede da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a região norte do Estado.

Ministério de motociclistas levou voluntários a entregar cerca de 800 livros no centro da cidade.

Motociclistas

Em outro ponto da cidade, um grupo de 14 integrantes do Ministério Adventista de Motociclistas (MAM), distribuiu cerca de 800 livros, a bordo de suas motocicletas. “A ideia foi chegar em um povo diferente, então chegamos igual a eles como motociclistas” disse o diretor estadual do MAM, Joselito Caetano. O ministério, presente praticamente todos os Estados brasileiros, atua há mais de 5 anos, levando esperança através das motos. Sara Amorim estava dirigindo e parou em um semáforo, quando se surpreendeu com um livro entregue por um motociclista. “É surpreendente, geralmente a gente não tem esse costume de receber algo assim; estou feliz pois esse livro pelo jeito vai despertar na gente muita coisa boa”, afirmou.

Ações Urbanas

Cerca de 20 voluntários entregaram mais de 220 livros em um semáforo próximo ao Shopping Juá Garden, em Juazeiro. Toda vez que o semáforo ficava vermelho, eles levantaram uma faixa vermelha que estava escrito: “Jesus, A Maior Esperança”. Motoristas que passavam pelo local recebiam livros e mensagens de motivação. Josenilson Bitencourt é segurança e voluntário da ação, e se disse feliz de estar perto das pessoas. “É uma satisfação muito grande contribuir para a salvação e bem-estar das pessoas, contribuindo para as bênçãos que Deus tem dado ao povo. Tem muita gente que precisa de apoio e é muito bom estar contribuindo para isso”, declarou. A jovem Micaele Leite  já participa da campanha há alguns anos e afirma que cada ano é uma experiência nova. “Uma entrega simples de livros pode fazer diferença na vida das pessoas de uma forma que nem nós imaginamos; a cada ano é uma emoção diferente”, disse.

Ciclistas pedalaram até um povoado para entregar cerca de 300 exemplares do livro.

Ciclistas no Impacto

No final do Impacto Esperança, o grupo Seven Bike, com cerca de 30 ciclistas, realizou o “Pedal da Esperança”, ação que distribuiu 300 livros para o povoado de Jardim Primavera, umas das regiões mais afastadas da cidade de Juazeiro. O ex-jogador de futebol Claudemir Ferreira foi um dos contemplados pela ação dos ciclistas. “É bom um evento como esse com pessoas que só pensam no bem, são filhos de Deus”, afirmou.

Segundo o responsável pela mobilização, pastor Ismael Sena, existe uma vantagem em levar livros e esperança para as pessoas através de uma bicicleta. “Um dos nichos é o pessoal do mountain bike, e esse pessoal gosta de fazer vários projetos, tanto missionários como sociais, e essa é uma vantagem pois eles vão fazer aquilo que gostam e vão usar seus talentos para pregar o evangelho; essa comunidade possui Igreja, mas quando chega alguém levando a mensagem de forma diferente, eles se sentem felizes por saber que estão sendo alcançados por essa turma especial”, disse.

Em toda região norte da Bahia, mais de 1.200 grupos, conhecidos como Bases Life – que integram unidades de ação da Escola Sabatina e Pequenos Grupos – e 31 mil voluntários participaram do Impacto Esperança. No total, 150 mil livros foram distribuídos.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox