Notícias Adventistas

Clube de Saúde é criado para incentivar hábitos saudáveis entre os participantes

Com encontros mensais, os membros do clube terão instruções práticas de saúde e momentos de interação

Por Ana Clara Silveira e Monique Anjos 20 de julho de 2021
Foto: Ingrid Mota

Inscrições para o clube foram realizadas durante feira de saúde

Durante uma feira de saúde realizada no último domingo, 18, em Catu, Região Metropolitana de Salvador, diversas inscrições foram feitas para o “Clube da Saúde”, uma ideia que visa estimular hábitos saudáveis entre os participantes. A iniciativa pioneira foi idealizada pelos membros da Igreja Adventista Central de Catu.

Segundo Luiz Neves, diretor do clube, a proposta é que uma vez ao mês aconteçam as reuniões. “Pensamos em divisão de equipes para prática de atividade física, curso de culinária e oficinas terapêuticas”, explicou. Ele reforça que mais do que o cuidado com a saúde, o clube pretende alcançar a comunidade com mensagens de esperança. “Os membros do clube devem convidar seus amigos para participarem das atividades que teremos semanalmente”, ressaltou.

Além de Luiz, o clube já tem outros membros ativos. Zenildo e Fernanda Oliveira começaram a praticar exercícios com assiduidade há alguns anos e têm feito parte da fundação do novo clube. O casal já se reúne com outros jovens para praticar exercícios ao ar livre. Além dessas mudanças, eles adotaram o crudivorismo como dieta nos últimos três meses. A dieta crudívora prega a ingesta apenas de alimentos crus, como o nome sugere, ou aquecidos até 40°C.

Foto: Ingrid Mota

Mudança de hábitos e estilo de vida mais saudável é a proposta do Clube da Saúde

Dieta alimentar e mudança de vida

Embora não seja uma decisão permanente, Fernanda explica que utiliza os alimentos crus e esse estilo de alimentação para cura de doenças. Por enquanto, ela tem visto resultados positivos e pretende manter a dieta.

Para o casal o principal desafio é o preparo dos alimentos. “A comida é totalmente diferente, precisei pesquisar e estudar muito”, afirma Fernanda. Ela acrescenta que os oito remédios naturais auxiliaram em todos os processos dessa mudança alimentar, como uso da luz solar, água e repouso.

Zenildo afirma que está em fase de transição para o crudivorismo, mas ainda consome alguns alimentos cozidos. No momento, ele aderiu a dieta principalmente em apoio a esposa. Ele afirma que as instruções bíblicas foram indispensáveis para tomar essa iniciativa e tem visto mudanças consideráveis em seu corpo e desempenho. “Fiquei mais forte e tive mais resultado nos exercícios físicos”, reforça.

O casal avalia que a abertura de um clube como esse será um excelente incentivo para jovens e adultos. Os diretores do clube de saúde pretendem promover mais discussões sobre um estilo de vida saudável. Cada encontro deve ensinar sobre os oito remédios naturais e a vivência desses benefícios na prática.

 

Feira de Saúde

Os voluntários se distribuíram em equipes para explicar e incentivar o uso dos oito remédios naturais e

Foto: Ingrid Mota

Diversos exames foram realizados durante a feira

em cada etapa, os participantes aprenderam sobre os benefícios de cuidar do corpo e da mente. Entre os serviços prestados estavam aferição da pressão arterial, teste de glicemia, massagem, além de indicadores para idade biológica e instruções práticas de culinária, ingestão de água, respiração e outros aspectos. Todos os acompanhamentos foram feitos por profissionais de saúde da igreja. Os últimos stands foram reservados para ofertar aconselhamento psicológico e o livro “Esperança para a família” das escritoras Willie e Elaine Oliver.

A jovem Cintia Santos celebrou o evento, pois acredita que momentos como esse “ajudam a criar consciência sobre a importância de manter a alimentação saudável, o sono regulado e outras práticas positivas para a saúde”. Assim como Cintia, outros participantes mostraram satisfação com o evento.

Os voluntários também saíram satisfeitos. A técnica de enfermagem, Deise Lima, trouxe esclarecimentos sobre o controle da pressão arterial e destacou a importância de “ajudar as pessoas a terem conhecimento e controle da saúde, principalmente, em um momento de pandemia”. Pela primeira vez, o fisioterapeuta Edielson Santos foi voluntário. Ele parabenizou a iniciativa e reforçou a importância de seguir os conselhos e mudar os hábitos.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox