Notícias Adventistas

Cinco igrejas da AMS alcançam 100% de seus membros com o Termo de Consentimento assinado

Por Ana Davi 5 de julho de 2021

Documento visa proteção de dados. Saiba quais igrejas cumpriram o desafio

Política de Dados da IASD visa proteger e manter as informações dos membros sob sigilo (Imagem: Freepik)

No último mês, de acordo com o site CyberNews, especializado em segurança cibernética, mais de 8 bilhões de dados, como documentos e senhas, foram expostos, sendo considerado o maior vazamento já existente. Sendo assim, a população deve estar cada vez mais atenta e consciente aos seus dados e a quais fornecedores confia estas informações.

Pensando nisso, a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD), como organização, atualizou o seu Sistema de Proteção de Dados, e hoje, para que o membro possa dar continuidade aos seus processos rotineiros dentro da igreja, é necessário que aceite o Termo de Consentimento.

Na Associação Mineira Sul (AMS), cinco igrejas já alcançaram a meta de terem 100% de seus membros com o aceite no Termo de Consentimento institucional, que ajudará a proteger e preservar o sigilo de seus dados. As igrejas que totalizam 100% de seus membros dentro desta política de dados são: Cachoeirinha, distrito de Cataguases; Bom Pastor, distrito de Três Corações; Pântano, distrito de Andradas; Ivaí, distrito de Santa Terezinha e Santa Cruz da Aparecida, distrito de Muzambinho.

 

O que é o Termo de Consentimento?

Desde muito antes de se falar em proteção de dados, a IASD já preservava todas as informações de seus membros. Informações que eram concedidas por ele em documentos corriqueiros de uma igreja, como a ficha de batismo, em que contém: nome completo, CPF, número de telefone e endereço. Todas estas informações eram – e continuam sendo – guardadas com todo o sigilo possível, na mais alta tecnologia de proteção, pela organização.

Entretanto, com o avanço de exposições acerca de dados por outras instituições, foi criada uma lei (LGPD 13.853/2019), em que o indivíduo precisa aceitar disponibilizar os seus dados para determinada empresa. Ou seja, o procedimento de viabilizar suas informações continua o mesmo, porém, com o requisito de que, simplesmente, a instituição as tenha sob sigilo.

 

Como as igrejas da AMS têm feito para que seus membros possam aceitar este Termo?

Cinco igrejas no sul de MG e zona da mata mineira já alcançaram 100% dos membros com o Termo de Consentimento assinado. Este trabalho é, geralmente, conduzido pelo departamento de secretaria das igrejas.Renata Carvalho, secretária da IASD Pântano, distrito de Andradas, conta que se empenhou para que todos os membros de sua igreja pudessem compreender a importância deste documento e assiná-lo.

“Eu pedi ao Pr. Pedro para que o dia em que ele estivesse na igreja, fizesse o comunicado. […] Aí, ele foi, explicou certinho o motivo do consentimento e ele me entregou os formulários para serem preenchidos manualmente. Então, eu entreguei um por pessoa e fui cobrando. […] E aí a igreja chegou a ser fechada de novo. Muitos ainda não tinham me devolvido. E quando a igreja estava aberta, todo sábado, eu anunciava, eu postava no grupo da igreja que eu precisava do papel preenchido, e eu fui dando data. […] Eu coloquei uma data que eu precisava terminar esse consentimento. Aí eu fui na casa das pessoas. Fui lá, fiz uma visita como secretária, e falei que eu estava passando pra retirar o formulário preenchido. Alguns estavam lá com o formulário guardado, não tinham preenchido na hora. Outros tinham perdido, e eu levei outro formulário em branco comigo, e eles preencheram.”

 

O que acontecerá se eu não aceitar este Termo?

No geral, na AMS, mais de 50% do total de membros já assinou o Termo. Porém, é necessário também que todos os membros colaborem para que os 100% seja uma realidade em toda a Associação. Hoje, este documento faz parte do cadastro do indivíduo como um membro oficial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, assim como seu documento de batismo, por exemplo.

Caso o indivíduo se recuse a assiná-lo, será entendido pela organização que o mesmo não se encontra em concordância com todos os requisitos que o tornam membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Afinal, este é um documento que visa proteger a todos e quando, não é consentido que a organização tenha este poder de proteção, a qualquer momento, o membro poderá ficar desamparado quanto às suas informações pessoais.

Além disso, a organização que tiver como usuário, um indivíduo que não consentiu com este Termo, estará sujeita a pagar uma multa que pode variar na casa dos milhões. Por isso, é importante que todos os membros aceitem, com consciência este documento.

 

Como fazer para que todos os membros de minha igreja assinem o Termo?

  1. Peça ajuda de Deus para que todos entendam plenamente a importância deste documento;
  2. Procure o Pastor Distrital. Além do comunicado da secretária da igreja, é importante ter o reforço do pastor explicando com suas palavras;
  3. Reforce nos grupos. Os grupos de WhatsApp são eficientes canais de comunicação, quando usados com sabedoria. Por isso, relembre seus membros através desta ferramenta;
  4. Ofereça ajuda. Além de anunciar na igreja e em grupos, disponibilize-se para ajudar os membros com este processo. Muitos ainda não terão entendido e precisarão de um auxílio pessoal. Se necessário, visite-os e pegue os termos em suas próprias residências. Lembre-se de levar Termos não preenchidos durante estas visitas. Afinal, muitos podem esquecê-los em outros lugares ou até perdê-los também;
  5. Compartilhe links e vídeos oficiais da IASD. Caso algum membro ainda não tenha entendido a importância e o quê precisa fazer, a IASD disponibiliza uma página que responde todas estas dúvidas, e o membro pode acessá-la a qualquer momento, em: adv.st/privacidade.

 

Através de cada secretário e do projeto Secretaria Distrital, a Associação Mineira Sul da Igreja Adventista do Sétimo Dia trabalha empenhada para que seus membros estejam protegidos e amparados em relação ao uso de seus dados. Lilian Azevedo, secretária da igreja de Cahoeirinha, no distrito de Cataguases e membro da Secretaria Distrital, conta uma experiência parecida com a de Renata. Entretanto, obteve muita colaboração dos membros através do aceite do Termo de forma virtual. Este link pode ser conseguido com cada secretária das igrejas locais. Inclusive, o distrito de Cataguases possui 87% dos membros com este documento assinado, e a IASD Cachoeirinha foi a primeira da AMS a alcançar a ter todos os membros com o Termo assinado.

Ao final, Lilian comemora: “Algumas dúvidas e percalços surgiram no caminho, mas nada que nos impedisse de conseguir 100% dos consentimentos. Atingimos nosso objetivo para honra e glória de nosso Deus.” O objetivo da AMS é que todas das igrejas do território também alcancem a marca dos 100% dos Termos consentidos.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox