Notícias Adventistas

Cerimônia de Ordenação valida ministério de pastores

Momento solene confirmou vocação de cinco ministros da Associação Paulista Leste.

Por Vanessa Moraes 27 de novembro de 2019

Pastores foram ordenados no último sábado, 23 de novembro (Foto: Vanessa Moraes).

Geovanne Martins e Carlos Pereira sempre tiveram um sonho em comum: se tornar um pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Ambos ingressaram no curso teológico e em 2015 se formaram pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho. Geovanne passou um ano como capelão escolar e há três anos atua como pastor distrital. Já Carlos, passou por dois colégios adventistas como capelão, função que exerce até hoje.

Após quatro anos exercendo o pastorado, Geovanne e Carlos receberam a confirmação de seu ministério por meio de uma cerimônia muito importante: a Ordenação de Pastores, realizada no último sábado, 23 de novembro, no Colégio Adventista de Vila Matilde. “Senti a presença de Deus. É uma experiência única que ficará marcada para sempre em minha vida”, afirma Geovanne. Para Carlos, a sensação foi semelhante. “Não dá pra descrever o que senti naquele momento em que os pastores impuseram as mãos sobre minha cabeça. Essa recomendação eclesiástica é, para mim, uma recompensa de três décadas. Ao mesmo tempo, senti o peso da responsabilidade de ser um pastor ordenado. É algo muito sério e solene”, conta.

Presidente da União Central Brasileira, pastor Maurício Lima, dirige oração de consagração (Foto: Vanessa Moraes).

Ordenação Pastoral

Com Geovanne e Carlos, outros três pastores também foram ordenados: José Aguinaldo do Nascimento, Lucas Alves e Marcos Filipe Fernandes. Na cerimônia estiveram presentes familiares, amigos e membros das igrejas lideradas pelos ordenandos, além da presença administrativa de pastores da União Central Brasileira e todo o corpo pastoral da Associação Paulista Leste.

Amigos, familiares e membros prestigiaram a cerimônia (Foto: Elvis Natali).

Os pastores foram investidos, homenageados e receberam certificado e credencial, que representam autorização para desempenhar todas as atividades de um pastor ordenado, como realizar batismos, por exemplo. “A ordenação ao sagrado ministério é um reconhecimento da igreja Adventista ao redor de todo o mundo”, diz Geovanne.

De acordo com o pastor Arildo Souza, ministerial da Paulista Leste, a ordenação é o reconhecimento da Igreja de que os aspirantes são vocacionados ao ministério. “Isso vem confirmar a ação de Deus ao longo dos tempos de chamar Seus servos para continuarem Sua missão. O aspirante participa de um período em que aprende a colocar em prática toda teoria aprendida no seminário. Sendo assim, esse momento traz satisfação de que o trabalho inicial foi concluído”, explica o pastor.

A ordenação pastoral ocorre, normalmente, quando o bacharel em Teologia atuou durante pelo menos quatro anos como pastor em, no mínimo, dois locais distintos, sejam igrejas ou escolas. O período pode se estender para cinco, seis anos ou mais, dependendo da avaliação pela qual ele passa para que a ordenação ocorra.

Pastores já ordenados fazem imposição de mãos sobre ordenandos (Foto: Vanessa Moraes).

Pastores ordenados

Conheça os pastores que foram ordenados no último sábado, 23 de novembro:

Formou-se em Teologia em 2015 pelo Unasp-EC. Casado com a orientadora educacional Karolayne Martins. Atuou como capelão do Colégio Adventista de Vila Nova Cachoeirinha e atualmente pastoreia o distrito do Conjunto Cidade Tiradentes.

Também formou-se em Teologia em 2015, pelo Unasp-EC. É casado com Maria Inês, com quem tem dois filhos: Luiz Phillipe e Sérgio Luiz. Iniciou seu ministério como capelão escolar no sul paulista, no Colégo Adventista de Alvorada e atualmente ocupa a mesma função no Colégio Adventista de Vila Nova Cachoeirinha.

Ingressou, inicialmente, na área jurídica e atuou como advogado por 19 anos. Em 2015, concluiu o curso de Teologia no Unasp-EC. Casado com a professora e advogada Andrea Almeida e pai de Arthur Nascimento, de 13 anos. Começou a trajetória pastoral ainda em 2015, no distrito de Vila Jacuí e hoje pastoreia o distrito de Jardim Santo André.

Concluiu o bacharelado em Teologia em 2015, no Unasp-EC. É casado com a professora Karen Alves, a quem considera uma verdadeira auxiliadora. Em 2016 foi chamado para ser capelão na Escola Adventista de Engenheiro Goulart. No mesmo ano foi transferido para o Colégio Adventista de Vila Alpina e desde 2017 pastoreia o distrito de Chabilândia.

Ingressou no curso teológico da Faculdade Adventista da Bahia (FADBA, antigo IAENE) em 2011. Em quase todas as férias, liderou campanhas de colportagem pelo Brasil. Após a formatura, em 2015, foi chamado para compor a equipe de Publicações da Paulista Leste. Atualmente, é pastor no distrito de Franco da Rocha. É casado com a professora Érica Fernandes e tem duas filhas: Thaís e Emily, de 10 e 3 anos de idade, respectivamente.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox