Notícias Adventistas

Assistência aos pastores adventistas no oeste do PR agora acontece via internet

Iniciativa otimiza tempo, recursos e promove atendimento mais personalizado.

Por Willian Vieira 21 de agosto de 2019

Pastores distritais podem interagir mais diante dos dados focados especificamente em suas regiões, tornando o diálogo mais preciso e dinâmico com líderes da sede.

Na última semana, o escritório-sede da Igreja Adventista para o oeste do Paraná mudou a forma com que parte das tradicionais reuniões de assistência aos pastores vai funcionar. Agora, algumas delas não acontecem mais de modo presencial e sim por meio de uma ferramenta online. Nas palavras do pastor Sidnei Mendes, presidente da Igreja no território, a medida foi adotada para facilitar a comunicação entre as partes e ainda economizar recursos, que podem ser utilizados em outras áreas.

“[Queremos] encurtar a distância nos diálogos ministeriais, alinhar processos buscando relevância regional, proporcionar mais interatividade no grupo, além de evitar também muita exposição em viagens nas estradas e ainda manter o pastor por mais tempo em sua região”, detalha o líder.

A possibilidade de atender os líderes espirituais de forma personalizada resultou em reuniões de, no máximo, 1 hora, entre líderes da sede e de cinco a seis pastores por vez, divididos por regiões dentro do mapa do território. A comunicação entre líderes da sede e pastores distritais ocorre pelo aplicativo Zoom, que permite conversar via câmera de dispositivos móveis (como celulares, tablets ou computadores), além de ainda conseguirem ver de forma alternada, vídeos e dados a serem analisados. A partir disto, o pastor responsável por igrejas pode interagir mais diante dos dados focados em sua região, tornando o diálogo mais preciso e dinâmico. Inclusive, estes aspectos foram destacados como benéficos pelo pastor Miguel Santos, responsável por igrejas em Foz do Iguaçu.

“Os desafios da região são tratados com mais tempo. Cada distrito é abordado. Há oportunidade para se ouvir mais os distritais. Além disto, outro ponto positivo foi a linguagem utilizada pelos líderes da sede: clara e sincera. Estamos diante de um dispositivo que enriquecerá o relacionamento entre administradores e distritais”, ressalta.

Já o pastor Ricardo Lima, que atua no município de Goioerê, acredita que a assistência focada nas regiões também deve favorecer a integração de projetos que ocorrem entre os pastores. “Isso nos proporcionou uma integração interessante para reunião dos Pequenos Grupos de Pastores (PGPs). Tecnicamente, não houve perda de comunicação, o que é muito bom, e conseguimos filtrar melhor as informações”, reforça o pastor, em comparação com os encontros presenciais.

O pastor Jackson Paroschi, que atua em Cascavel, ressaltou a objetividade e clareza do conteúdo transmitido neste formato. “Na minha perspectiva, foi bastante objetivo, tornando bem claro qual é a direção a ser seguida. Inclusive, foi rápido, fazendo que ainda haja bastante tempo para cumprirmos os muitos compromissos que temos”, conclui.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox