Notícias Adventistas

Adventistas ao redor do mundo ultrapassam os 21 milhões

Crescimento foi impulsionado pelo estabelecimento de novos templos e por iniciativas missionárias.

Por Desiree Calixte, Adventist News Network 18 de outubro de 2018

G.T. Ng apresenta o relatório da secretaria durante o Concílio Anual de 2018 (Foto: Brent Hardinge / Adventist News Network)

“Quantos países e territórios as Nações Unidas reconhece (235) e em quantos países a Igreja Adventista trabalha (213)?”, perguntou G. T. Ng, secretário executivo da sede mundial da denominação em sua fala de abertura para os delegados presentes no Concílio Anual de 2018.

“Como nos tornamos uma igreja global, provavelmente a mais internacional do mundo? É por causa da profecia! No entanto, a obra ainda não está concluída”, advertiu. Ng recapitulou a história de Battle Creek, local onde ocorrem as reuniões deste ano, e que marcou os primeiros 30 anos após a fundação da Igreja Adventista do Sétimo Dia com uma expansão global sem paralelos. “Compreendemos a visão desde o princípio, ainda quando estávamos em Battle Creek!”, pontuou.

Leia também:

Durante o encontro, David Trim, diretor do Escritório de Arquivos, Estatísticas e Pesquisas da denominação, compartilhou que a Igreja Adventista alcançou mais de 21 milhões de membros em todo o mundo, de acordo com dados de 30 de junho de 2018.

Segundo o relatório apresentado por ele, o ano passado foi o 15º ano – e o 13º ano em sequência, em que, no período de um ano, mais de 1 milhão de membros se uniram à Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Apesar do crescimento, Trim também considerou as perdas que a Igreja sofreu ao longo dos últimos anos (Foto: Brent Hardinge / Adventist News Network)

Os membros da Comissão Executiva foram informados que, em 53 anos, desde 1965, a denominação teve 37.138.884 membros. Destes, 14.521.008 escolheram sair da Igreja, totalizando uma média de perda de 42%. Com efeito, quatro de cada dez membros deixam a Igreja.

Mesmo com estas estatísticas, Trim reforçou que o número dos que ingressam tem aumentado, e que em 2017 uma pessoa se tornou adventista a cada 23 segundos. Ele atribuiu esse crescimento ao estabelecimento de novos templos. Nos últimos 12 meses, 2.500 novas congregações foram fundadas, sendo 502 igrejas e 1.998 grupos.

“Se olharmos os números totais ao longo de 20 anos, veremos um crescimento contínuo”, apontou Trim. “Dessa forma, a taxa mundial de adventistas em relação a população é agora de 361 pessoas por adventista. Se utilizarmos os números para identificar tendências na missão, eles poderão ser muito úteis. Se confiarmos nos números para apoiar nossa identidade, isso irá nos prejudicar.”

Veja o relatório estatístico completo de David Trim (em inglês):

Contribuição missionária

Gary Krause, diretor da Adventist Mission [Missão Adventista] destacou diversas entidades que fazem parte da estratégia missionária no escritório da sede mundial da denominação. Ele também pontuou muitas das iniciativas ligadas ao seu departamento, incluindo o programa Total Employment Tent, que permite que as pessoas busquem oportunidades de emprego na sua área de conhecimento em lugares desafiadores, para envolver suas comunidades e compartilhar o amor de Jesus.

A fim de ampliar as oportunidades missionárias, a Igreja Adventista lançou o VividFaith, um novo app ligando organizações que necessitam de ajuda com pessoas interessadas em servir. Italo Osorio, arquiteto do app, pediu para que os membros da comissão foquem no futuro dessa nova ferramenta, que torna mais fácil a ligação entre missionários e oportunidades.

Ted N. C. Wilson, presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, destacou a necessidade da missão e o uso da tecnologia. “Quanto mais oportunidades temos para compartilhar nossa fé, mais claramente as pessoas verão a Jesus refletido em cada um de nós. Quando o app for lançado, espera-se que haja pelo menos 100 oportunidades de todas as partes do mundo”, sublinhou.

Ainda na reunião, Cheryl Doss, diretora do Instituto de Missões Mundiais, juntamente com representantes do Seminário Teológico Adventista do Sétimo Dia da Universidade Andrews, introduziu um novo livro sobre missões, intitulado Introduction to Adventist Mission [Introdução à Missão Adventista]. É o primeiro livro desse tipo produzido pela Igreja Adventista.

Nova enciclopédia

Já Dragoslava Santrac, o novo editor-chefe do projeto da Enciclopédia Adventista do Sétimo Dia (ESDA, em inglês), apresentou a iniciativa aos delegados e descreveu seus objetivos:

  • Disponibilizar a enciclopédia com pelo menos 2.500 artigos, com fotos, vídeos e materiais em áudio relacionados, a ser lançada na Assembleia da Associação Geral de 2020.
  • Atualizar continuamente e expandir a enciclopédia online.
  • Publicar uma versão impressa quando a enciclopédia atingir os primeiros 8 mil artigos online.

“Existem muitos recursos bíblicos, teológicos e históricos publicados por outras denominações que nossos membros podem achar úteis e utilizar, mas quem irá produzir uma Enciclopédia Adventista do Sétimo Dia, a não ser nós mesmos? E se não for agora, quando? Por favor, faça com que a enciclopédia se torne uma de suas principais prioridades nos próximos dois anos”, pediu Santrac. “Juntos podemos fazer com que a enciclopédia se torne um meio para falar sobre Deus, Sua verdade e Sua fidelidade para com Seus filhos e este mundo.”

De acordo com ele, os artigos serão disponibilizados online a partir do início do próximo ano, com a expectativa de que todas as regiões administrativas da Igreja estejam igualmente representadas.

As reuniões do Concílio Anual deste ano tiveram início no dia 11 de outubro e se estenderam até o dia 17.

Veja a apresentação dos relatórios no vídeo abaixo (em inglês):

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox