Notícias Adventistas

Clubes buscam alternativas para manterem crianças em atividade durante quarentena

Desbravadores e Aventureiros estão realizando reuniões virtuais e lançando desafios diários para seus participantes

Por Daniel Gonçalves 8 de abril de 2020

Emely continua se reunindo com o clube todos os domingos, mas atualmente de forma virtual

Emely Hermann, de 14 anos, deixou o celular programado para despertar às 7h30 naquele domingo. Mesmo com tudo suspenso, inclusive suas atividades escolares e aglomerações, ela fez suas atividades matutinas, colocou o lenço amarelo e foi para a frente do computador. Pelo segundo domingo consecutivo haveria um encontro online com todos os seus amigos.

A adolescente cumpre todos os desafios propostos pelo clube que participa, o Pérolas do Vale, de Tijucas (SC). Junto com a sua unidade Rubi, ela já tinha realizado todas as atividades na semana anterior e estava preparada para mais uma manhã de risadas, atividades e comunhão com Deus e com seus amigos, mesmo em isolamento social.

Assim como o clube Pérolas do Vale, dezenas de outros clubes de desbravadores e aventureiros da Associação Catarinense (Igreja Adventista no centro sul de Santa Catarina) têm procurado alternativas virtuais para manter o vínculo com os integrantes dos clubes durante este período de quarentena preventiva, devido ao Covid-19 (Coronavírus).

Além do encontro virtual aos domingos, os clubes ainda usam ferramentas como o WhatsApp para criar desafios diários. “Muitas atividades estão sendo propostas para serem cumpridas mesmo em casa, por exemplo: ajudar os pais na limpeza da casa e criar um cantinho de oração. São ideias que cumprem requisitos dos cartões do clube”, destaca Vinícius Espíndola, pastor distrital em Tijucas.

Atividades como assistir um filme cristão em família são algumas das atividades propostas

Segundo Quelvin Inacio Wisintainer, líder dos desbravadores da 10º Região (Vale do Rio Tijucas), apesar de não ser um contato pessoal, os clubes estão dando continuidade ao importante trabalho com as crianças e adolescentes. “Neste momento é importante ocupar o tempo dos nossos desbravadores com coisas saudáveis. Neste período de isolamento, a depressão pode alcançar as crianças também, assim como qualquer pessoa”, comenta Quelvin.

“Os clubes estão procurando alternativas durante esses dias. Mantendo o isolamento apenas físico, mas não pessoal”, conclui o pastor Diógenes Mariano, líder dos Desbravadores e Aventureiros no centro sul de Santa Catarina.

Com a colaboração de Patrícia Ferreira

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox