Notícias Adventistas

Revista do projeto Quebrando o Silêncio vira documento formal para validação de denúncia

Menino de 4 anos fez desenhos obscenos em atividade proposta por material e possibilitou investigação sobre possível abuso infantil.

Por Willian Vieira 3 de setembro de 2019

Anualmente, tema tratado por iniciativa da denominação é adaptado para dialogar com diversos públicos, incluindo o infantil (Foto: Reprodução / YouTube)

Desde 2002, a Igreja Adventista do Sétimo Dia incentiva um diálogo aberto sobre prevenção e combate à violência. A cada ano, materiais da campanha Quebrando o Silêncio produzidos para o público infantil, adolescente e adulto são renovados de acordo com as necessidades expostas nas pesquisas e estatísticas sobre a questão, seja ela ocorrida contra crianças, mulheres ou idosos.

Leia também:

Em 2018, uma criança de 4 anos – que não pode ser identificada -, recebeu uma revista infantil do projeto em sua escola. Entre as atividades propostas no material, uma delas pedia que fosse desenhado algo que gerasse tristeza e outra figura que despertasse alegria. O que os organizadores não contavam é que o menino faria o mesmo desenho nos dois espaços, caracterizado por traços obscenos que logo levantaram suspeitas de um possível abuso.

Acompanhe a reportagem que mostra os detalhes dessa história:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox