Notícias Adventistas

Projeto social adventista contribui para conversão de ex-lutador de MMA

Ao conhecer a igreja adventista e perceber que poderia ajudar com os talentos que possui, Paulo sentiu que sua decisão era uma confirmação de Deus.

Mesmo sem pertencer à Igreja Adventista, Paulo foi bem acolhido e começou a ajudar na área esportiva do projeto.

Por Jéssica Guidolin

Esportes fazem parte da vida de Paulo Enrique Valério desde muito cedo. Ao longo de sua trajetória já fez de tudo um pouco: mergulho, beisebol, skate, trilhas, slackline, além de lutador profissional de MMA. Membro de uma outra denominação religiosa, liderava aulas de artes marciais de maneira voluntária para crianças de uma comunidade carente. Mas as coisas tomaram outro rumo e Paulo acabou conhecendo a igreja adventista.

Antes das oficinas, as crianças recebem estudo bíblico.

“Acabei me afastando da outra igreja, a visão deles era incompatível com a minha e precisei encerrar os projetos que liderava. Mas eu me preocupava com as crianças. Eu estava triste por sair da igreja. Em oração, Deus me conduziu até a Igreja Adventista onde tinha um outro projeto social com crianças”, relembra o ex-lutador.

Paulo conheceu a fé adventista por meio de sua namorada. Começou a se interessar muito pelo que ouvia e compareceu à um evento realizado com o evangelista Luís Gonçalves. A mensagem impactou a vida de Paulo gerando curiosidade em aprender mais. “Todo o carisma que ele (o pastor) tem, a forma de conduzir, aquilo me cativou muito e me deixou curioso com coisas que em cinco anos na igreja evangélica eu não vi. Tudo baseado em cima da Palavra, nada de querer induzir ou afirmar algo por meio de um testemunho. Naquele dia fui embora com aquilo no coração. Aí tive o desejo de conhecer mais a fundo a igreja”, conta.

Mas foi ao visitar a igreja adventista Central de Itajaí no sábado seguinte, que Paulo obteve a confirmação que precisava. “Cheguei na igreja e encontrei um rapaz que me falou sobre um projeto social feito com crianças numa escola público próxima dali, e eu me interesse. Ele já me convidou para participar e no outro sábado eu já fui dar aula para as crianças, e não parei mais”, diz.

O projeto social da IASD Central de Itajaí oferece, quinzenalmente aos sábados, oficinas de música, futebol, culinária, artesanato e esportes, além de visitações nas casas dos pequenos. Mas antes dessas atividades, as quase 80 crianças que comparecem ao projeto, recebem estudo bíblico. Ao final do programa, elas ganham uma refeição. Foi neste contexto que Paulo entrou na igreja, se envolveu, recebeu estudos bíblicos e tomou a decisão pelo batismo.

As oficinas acontecem quinzenalmente aos sábados

“Com esse tempo de contato com a igreja, fui me aprofundando. A forma como me acolheram, o apoio do pastor, o pessoal me deixando dar aula mesmo eu não sendo da igreja, realmente esse projeto foi uma confirmação de Deus para mim”, comemora Paulo.

Por meio de sua habilidade com os esportes, o ex-lutador enxerga uma maneira de ser usado por Deus. “Eu creio que o dom que Deus me deu é diferente dos outros, cada um tem o seu talento. Deus vai me usar na obra dEle através do esporte, e eu vi que Ele tem um plano na minha vida com o conhecimento que eu tenho”, acredita Paulo, que também lidera atividades com os jovens de sua igreja.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox