Notícias Adventistas

Parceria entre Calebes e Aventureiros resulta em cartões missionários

Calebes criaram oficina onde o objetivo era agradecer outras pessoas através de cartões feitos pelos aventureiros da igreja local

Por Kamila Freitas 9 de julho de 2021

Uma das mensagens anexadas aos cartões que serão entregues.

O clube de Aventureiros Órion, do município Sete de Setembro (RS), viveu a oficina de cartões promovida pelos Calebes da igreja Adventista. Com a orientação dos líderes do clube e dos jovens, as crianças confeccionaram, de maneira artesanal, cartões com frases de carinho e mensagens bíblicas, tudo isso acompanhado de muitos desenhos, colagens e pedrarias. Cerca de 25 crianças participaram, entre aventureiros e amigos da igreja, e cada uma ficou responsável por fazer de dois a três cartões.

Incluir as crianças na Missão Calebe de inverno é sempre uma prioridade para esses jovens, visto que anualmente eles organizam a Escola Cristã de Férias. Por conta das restrições da pandemia, em 2021 isso precisou ser adaptado e surgiu a ideia das oficinas. Amanda Kappel participou da iniciativa e explica: ” Tivemos que pensar em algo mais tranquilo, que respeitasse as normas de segurança, então vimos a necessidade de idosos e pessoas hospitalizadas em receber afeto e nada melhor do que algo feito por crianças, pois ainda têm o coração puro”, contou a jovem.

Missão Calebe

A Missão Calebe Abaixo de Zero em 2021 possui uma ênfase de atuação em cada semana do mês de julho. Chegou a hora de ser solidário, chegou a hora de agradecer, chegou a hora de compartilhar esperança e chegou a hora de fazer a diferença. Com essas diretrizes, os Calebes locais organizaram a coleta de alimentos logo na primeira semana e incentivaram os “Calebes Kids” na ação de agradecimento que acontecerá no próximo final de semana. Os jovens irão visitar hospitais, corpo de bombeiros, quartel policial e asilos, agradecendo através dos cartões confeccionados.

Laura Schuck, líder dos jovens dessa igreja, afirma atesta a necessidade da participação dos pequenos. “Acho que as crianças tem, naturalmente, a vontade de ser missionárias; elas não se envergonham do evangelho! Além disso, as crianças tem um “caminho aberto” para o coração das pessoas, elas podem ser um instrumento evangelístico muito forte, tocando onde os  jovens não alcançariam”, afirmou Laura.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox