Notícias Adventistas

Morre adventista que ajudou refugiados libaneses na década de 1970

Maria Dias Schwantes faleceu em Chicago, nos Estados Unidos, aos 93 anos.

14 de abril de 2015
Morre-adventista-que-ajudou-refugiados-sirios-na-decada-de-1970

Maria Dias Schwantes foi casada com o pastor, professor, arqueólogo e escritor Siegfried Julio Schwantes, que trabalhou em diversas universidades adventistas ao redor do mundo.

Brasília, DF… [ASN] Maria Dias Schwantes, esposa do pastor, professor, arqueólogo e escritor Siegfried Julio Schwantes, faleceu em Chicago, nos Estados Unidos, no dia 7 de abril de falência múltipla de órgãos aos 93 anos. Mariinha, como era conhecida, acompanhou o esposo pelos diversos lugares do mundo nos quais trabalhou e, na década de 1970, foi funcionária do consulado brasileiro em Beirute, no Líbano, onde ajudou no processo de refugiados antes da guerra civil, que durou de 1975 a 1990.

Hoje a Igreja Adventista na região continua a auxiliar refugiados que ainda sofrem com os resultados do conflito. Para ler mais sobre o trabalho de Maria Schwantes, clique aqui e veja a notícia completa publicada pelo jornal Folha de S. Paulo. [Equipe ASN, da redação, com informações da Folha de S. Paulo]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox