Notícias Adventistas

Ministério para deficientes visuais distribui 350 audiolivros “O Poder da Esperança”

Kits foram entregues aos participantes de evento da Sociedade Bíblica do Brasil, realizado em São Paulo

Por Stephanie Passos, com informações de Jackeline Mennon 31 de outubro de 2018

Líderes e voluntários do ministério também auxiliaram os participantes da programação (Crédito: Jackeline Mennon)

Tornar a mensagem acessível para todos, esta é a proposta do Ministério Adventista para Deficientes Visuais (MADV). Como parte deste propósito, 350 audiolivros “O Poder da Esperança”– livro missionário do ano – foram distribuídos durante o 12º Encontro de Pessoas com Deficiência Visual da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), realizado em São Paulo, no início de outubro.

Relacionado ao tema do evento, “Bíblia Sagrada: o livro da Esperança”, kits com a literatura missionária em DVD – doados pela União Central Brasileira (UCB) – foram distribuídos aos participantes da programação.

Leia mais:

“O conteúdo do livro tem tudo a ver com o que a pessoa com deficiência passa. São muitos problemas emocionais, o motivo da deficiência, a depressão, o medo e a frustração. A mensagem do livro demonstra o poder da Bíblia para esses sentimentos, além de divulgar a mensagem do advento para todas as pessoas deficientes. Este evento é algo que completa o nosso trabalho, aqui nós encontramos as pessoas que queremos alcançar”, afirma Regiane Bittencourt, líder do MADV de Tremembé.

Realizado anualmente pela SBB, o encontro visa tornar a Bíblia Sagrada acessível a todas as pessoas, além de promover o desenvolvimento cultural, inclusão e o amparo espiritual. Durante a programação, os participantes foram auxiliados por 70 voluntários do MADV.

Confira fotos do evento:

“Acho importante [a programação] porque reúne várias pessoas com deficiência, a gente pode trocar ideias e também aprender de onde vem os materiais que podem nos beneficiar”, comenta Renato Fernandes, voluntário.

Segundo o estudante Fernando Aparecido, o evento proporciona conhecimento, principalmente relacionado aos direitos dos deficientes visuais. “Dá para a pessoa com deficiência o direito de ser uma pessoa normal. É o que nós somos”, ressalta.

Atuação 

Por meio do MADV, o projeto Pequeno Grupo Visão Real tem atuado em diversos pontos da capital paulista, e alcançado homens e mulheres com deficiência visual.

“Esses grupos se reúnem na sexta ou sábado, fazem estudo da Bíblia, trocam experiências e se integram. Isso tem promovido crescimento do ministério em relação ao número de pessoas não adventistas que têm participado dele”, explica Jackeline Mennon, coordenadora de projetos de Ministérios Especiais da UCB.

Além desta atuação em São Paulo, o grupo tem realizado capacitações e treinamentos em igrejas pelo Brasil.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox