Notícias Adventistas

Líder mundial corre maratonas para ajudar estudantes carentes

Os valores ganhos nas provas são revertidos em bolsas que já ajudaram mais de 60 alunos.

12 de março de 2015
Lider-mundial-corre-maratonas-para-ajudar-estudantes-carentes

Pastor Delbert Baker, vice-presidente da Igreja Adventista mundial, durante seminário apresentado em Brasília.

Brasília, DF… [ASN] “Os rápidos e consistentes sempre ganharão dos lentos e constantes.” Esta é uma das frases do Seminário de Liderança que um dos vice-presidentes da Igreja Adventista do Sétimo Dia no mundo, pastor Delbert Baker, compartilhou com os líderes da sede sul-americana adventista no mês de fevereiro.

O que o caracteriza é sua força e entusiasmo que se destacam no momento de transmitir seus conhecimentos com o público. Mas quando não está palestrando ou atendendo a Igreja de forma direta, ele desenvolve outra de suas atividades preferidas. Baker começou a participar das maratonas em 1988, quando era editor da Review and Herald Publishing Association, em Washington, DC, Estados Unidos.

O líder conta, em entrevista à Agência Adventista Sul-Americana de Notícias (ASN), que já participou de mais de 54 maratonas, em sete continentes, e outra no Polo Norte. Ainda, dos 50 Estados americanos, ele correu em 36 e espera participar de provas nos 14 restantes.

Bolsas de estudo

Lider-mundial-corre-maratonas-para-ajudar-estudantes-carentes2

Desde 1988, Baker já participou de mais de 54 maratonas. Hoje, ele e a esposa mantém um programa que, com o que ele ganha nas corridas, reverte o dinheiro em bolsas de estudos para estudantes carentes.

No período em que atuou como presidente da Universidade Oakwood, de 1996 a 2010, começou a arrecadar fundos por meio das maratonas e, nos últimos seis anos, angariou 500 mil dólares que foram revertidos em bolsas de estudo para alunos carentes.

Até agora, ele e sua esposa, Susan, que é fisioterapeuta, mantêm um ministério chamado Delbert and Susan Baker running scholarship, que ajudou cerca de 60 estudantes da Universidade Oakwood. “Trata-se de um investimento de logo prazo, não apenas nesta vida, mas também para a eternidade. Sempre me lembrarei das pessoas que me ajudaram. Quando você faz uma boa obra, isso traz resultados para si mesmo e para as outras pessoas. Creio que isso é um dom”, pontua.

Sobre sua motivação para correr, Baker responde que “entre elas [está] a saúde, porque gosto de correr, gosto dos objetivos, dos desafios e porque me ensina a ser humilde e sensível”. Sua média é de corrida é de quatro horas e meia. Em 2008, o pastor participou de 13 maratonas de 42 km cada. Segundo ele, mesmo se correr uma maratona hoje, poderá correr outra amanhã. [Equipe ASN, Carolyn Azo]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox