Notícias Adventistas

Kit de batismo de desbravadora resiste a incêndio

A sacola de papel com Bíblias, camiseta do clube de Desbravadores, lenço e um caderno foi tudo o que restou.

Por Letícia Alves 27 de novembro de 2019

O batismo de Maria aconteceu em outubro deste ano (Foto: Arquivo pessoal)

Quem hoje conhece Maria Clara Pereira Antunes nem imagina o que aconteceu em sua vida nos últimos dias. E o capítulo que ela viveu neste ano tem início com sua entrada no Clube de Desbravadores.

Rute Pereira, mãe de Maria, sempre quis colocar seus filhos nos Escoteiros ou em algo familiar. No início de 2019, procurando em uma rede social, encontrou Nalda Ferreira. Ao olhar suas fotos, descobriu que ela era diretora de um clube de Desbravadores. Na hora, Rute enviou uma mensagem e pediu mais informações. No final de semana seguinte, Maria Clara já estava matriculada e frequentando o Escudo da Fé, de Telêmaco Borba, interior do Paraná.

Leia também:

Lá, a juvenil fez muitos amigos e passou a frequentar todas as atividades, incluindo a classe bíblica. Com isso, também começou a ir às reuniões da Igreja Adventista. Um dia, enquanto assistia a um batismo, decidiu, junto de outras duas amigas, que gostaria de passar pela mesma cerimônia. Maria conversou com a diretora do seu clube, que levou o pedido ao pastor.

Ele então visitou os pais da garota, que aceitaram e concordaram com o batismo. No dia 19 de outubro, Maria foi batizada.

Maria (direita) e suas amigas recebendo o kit de batismo (Foto: Arquivo pessoal)

Tragédia

Nove dias depois do batismo, no dia 28 de outubro, uma tragédia mudou a vida de Maria e de sua família. Um incêndio destruiu a casa onde viviam. O fogo na residência começou pela manhã, alguns minutos após Rute sair com seus documentos para matricular os filhos na escola. Na hora do incêndio não havia ninguém na residência. Mais tarde, quando a família voltou ao local para ver o que não fora destruído, algo surpreendeu a todos.

Incêndio começou logo que a mãe saiu de casa (Foto: Arquivo pessoal)

“A gente entrou lá para ver o que tinha sobrado, mas não tinha sobrado praticamente nada. A gente foi na lavandaria, que era um dos únicos espaços da casa que não era de madeira. Estava lá o chuveiro derretido, a tampa da máquina derretida, mas a sacolinha da Maria estava lá, intacta”, conta Rute Pereira.

Essa sacola é de papel e foi recebida pela garota no dia do seu batismo. Ela usava para guardar alguns itens que considera especiais. “Dentro estava minha Bíblia do batismo, minha Bíblia do desbravador, minha camiseta do clube, meu lenço e meu caderno”, conta a juvenil.

Neste lugar ficava a casa de Maria (Foto: Arquivo pessoal)

A Bíblia, tão preciosa para Maria, foi um presente entregue pelo diretor dos desbravadores para a região central do Paraná, pastor Fabiano de Souza, no aniversário de 1 ano do clube, em 2018. “Na hora do apelo, algo que eu atribuo ao Espírito Santo, ele colocou na minha mente de falar que quem recebesse essa Bíblia ia ter um milagre na vida. Para minha surpresa, quando a Nalda me contou essa história, ela disse que dentro da sacola da Maria estava a Bíblia que eu havia deixado lá”, detalha Souza.

Recomeço

Após a tragédia, o clube e os membros do templo adventista local se mobilizaram para ajudar a família. Logo alugaram uma casa e conseguiram os recursos básicos para que continuassem suas vidas. E a história da sacolinha que sobreviveu ao incêndio rompeu as barreiras da cidade. “Houve uma comoção não só daqui, mas pessoas de outros lugares enviaram recursos”, explica Rafael Stelle, pastor que batizou Maria.

Maria é a única adventista da casa (Foto: Arquivo pessoal)

“Os meus filhos estão bem, eu estou bem, meu marido está bem. Graças a Deus,” encerra Rute Pereira. E o pastor Fabiano de Souza completa. “Deus não permite coisas ao acaso. Ele sempre tem um propósito”, destaca.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox