Notícias Adventistas

Jovem tem vida transformada por meio de Semana Santa

O programa da Semana Santa é realizado anualmente pela Igreja Adventista, e enfatiza o sacrifício de Jesus ao morrer na cruz.

7 de abril de 2017

Sabrina motivou o envolvimento na Semana Santa. Em sua casa, haverá um pequeno grupo com mais de 30adolescentes.

Curitiba, PR…[ASN] Sabrina Ventura frequenta a igreja adventista em Miraguaí, no Rio Grande do Sul. Com 20 anos de idade, a jovem é líder dos adolescentes e também dos desbravadores de sua igreja, além de participar ativamente de outros departamentos. Entretanto, essa situação só é real, porque há oito anos, Sabrina foi impactada por um Semana Santa em Panambi, sua cidade natal e onde residia na época. A estudante de Direito compartilhou sua história no programa especial de consagração para a Semana Santa que aconteceu nesta sexta-feira (7), no escritório da Igreja Adventista para o Sul do Brasil.

Leia também:

Semana Santa terá filme para ilustrar sacrifício de Jesus

Em 2009, por meio de um convite entregue em sua casa e a divulgação intensa para a Semana Santa, Sabrina decidiu comparecer ao centro comunitário, que era um dos pontos de pregação estabelecidos pela igreja central de Panambi naquele período específico. Criada em uma comunidade com grande influência de drogas, prostituição, e também devido à desestrutura familiar, Sabrina não tinha uma referência espiritual e apresentava ressentimentos quanto à existência de Deus.

O culto especial foi um momento de consagração e oração pela Semana Santa.

Durante aquela semana, a garota foi impactada por uma mensagem que nunca tinha ouvido antes. Por cuidar de seus irmãos mais novos, Sabrina também os levava para o ponto de pregação. “Eu era uma criança bem retraída por conta dos problemas, enfrentava situações bastante conflituosas e isso refletia no meu dia a dia.  E para mim, aquela semana foi incrível, me deu esperança, eu conheci Jesus! Veio na hora certa. Talvez se fosse na semana seguinte ou no fim do ano, seria tarde demais. Pode ser que eu nem estaria aqui hoje. Foi o ponto da virada”, conta Sabrina.

Na época, as pregações no centro comunitário foram ministradas pelo pastor Sidnei Mendes, que atualmente é o líder do Ministério Pessoal da Igreja Adventista no Sul do Brasil, e que está à frente da coordenação para a Semana Santa nesta região. Para ele, a igreja tem um papel essencial no alcance de outras pessoas por meio desta semana especial. “Aquela foi uma semana decisiva para Sabrina. Se ela não tivesse encontrado esse lugar, se a igreja não tivesse se multiplicado, o que seria dessa história? A vida dela foi transformada. Este momento é uma oportunidade que Deus dá para a igreja se mobilizar, abrir suas portas, se multiplicar em pontos de pregação, para que outras pessoas encontrem a Jesus, assim como a Sabrina”, enfatiza o pastor.

Além de partilhar sua história de transformação, Sabrina deu um exemplo de fé, pois nesta madrugada seu pai faleceu. Com a notícia que recebeu, a jovem precisaria ir embora rapidamente. Mesmo assim, Sabrina decidiu permanecer, porque entendia que precisava compartilhar sua experiência, e mais uma vez testemunhou “Tudo tem um propósito. Meu pai teve a oportunidade de ouvir sobre Deus, eu não deixei isso passar. A Semana Santa além de falar sobre morte, também é ressureição, é vida. Tenho esperança!”, comenta emocionada.

Pastores e servidores da USB, além de estudantes de Teologia do IAP, estarão envolvidos em alguns pontos de pregação em Curitiba e região metropolitana.

A Semana Santa no Sul do Brasil terá 9.700 pontos de pregação espalhados pelos três estados. Além do envolvimento das congregações locais, os líderes da União Sul Brasileira (USB) também estarão em diferentes pontos do sul do Paraná, especificamente em Curitiba e região metropolitana, dirigindo a Semana Santa. Os servidores do escritório da USB atuarão na igreja adventista São Cristóvão, em Piraquara. Além deles, um grupo de 46 estudantes de Teologia do Instituto Adventista Paranaense (IAP) também vieram à Curitiba e passarão esta semana dando suporte e potencializando 15 pontos de pregação específicos.

Segundo o pastor Sidnei, toda essa mobilização tem a intenção de alcançar quatro objetivos – o fortalecimento dos fiéis já ativos na igreja; o despertamento daqueles que ainda são inativos em suas congregações e não descobriram o seu dom; dar atenção às pessoas afastadas da igreja e apoiar os que estão tomando uma decisão ao lado de Jesus. “Eu entendo que esse é o sonho de Deus, não apenas neste ano, mas em 2018, 2019, até Ele voltar”, finaliza. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin / Fotos: Mauro Jacoby]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox