Notícias Adventistas

Homem é batizado após receber doação de sangue e estudos bíblicos dos calebes

Seu Carlos Alberto selou seu compromisso com Cristo de forma pública na Igreja Adventista em Pavuna, zona leste do Rio de Janeiro.

Por Andréia Kals 10 de fevereiro de 2021

Carlos Alberto no dia do seu batismo, ao lado do pastor Henrique Custódio. [Foto: Divulgação]

Foi em outubro de 2020 quando o pastor Luís Otávio procurou o grupo de Calebes para pedir ajuda ao seu vizinho, o pedido vinha seguido de um teor de urgência: o homem precisava de doação de sangue, rápido.

Este homem era Carlos Alberto Adão, um mecânico aposentado, que morava na frente da casa do pastor Luís. Ele estava internado no hospital com saúde muito debilitada, tinha sofrido 4 AVCs, pneumonia, e agora, precisava de doação de sangue.

Os Calebes se organizaram rapidamente e na manhã seguinte já começaram as doações.

“Os calebes da igreja são sempre dispostos a doar sangue”, conta Ester Soares dos Santos, líder dos calebes em Pavuna. “Eu realmente gosto de participar da doação, acho um sentimento muito bom poder ajudar pessoas mesmo de uma forma indireta, com algo tão simples”, declara.

Para Carlos, a ação fez toda a diferença. “Eu nem sabia que precisava de sangue, fiquei sabendo depois que já tinha usado. A pessoa se sente muito querida e muito bem assistida. Fiquei agradecido”, declara.

Após serem informados da necessidade, os Calebes doaram sangue logo na manhã seguinte. [Foto: Divulgação]

Carlos continuou seu tratamento e, depois de um tempo, ainda no hospital, fez um vídeo para os calebes contando como estava melhor. Em 15 dias recebeu alta hospitalar e logo fez o seu primeiro pedido: queria receber um estudo bíblico.

“Eu me senti feliz porque logo quando ele saiu do hospital já queria receber o estudo e ser batizado. Eu e minha irmã demos o estudo para ele. Foi um prazer imenso ver o quanto ele está disposto a aprender”, relata novamente Ester, uma das doadoras.

No dia 30 de janeiro, Carlos Alberto desceu às águas batismais, selando seu compromisso com Deus. Ele conta que não foi o medo da morte que o levou a esta decisão, mas ele sentiu a presença e o cuidado Divino de forma muito intensa, e então soube que este era o momento da decisão.

“Quando minha esposa se batizou, há dois anos, eu tinha feito um estudo. Mas não tinha dentro de mim este desejo. Até que passei por esta situação. Não foi medo de morrer, nem de ficar passando mal. Eu estava lendo a bíblia há alguns anos e mudando, passo a passo o que via de errado em mim.  A decisão pelo batismo, porém, veio agora”, relata.

Calebes juntamente com seu Alberto e a esposa, dona Vanda, no dia do batismo. [foto: Divulgação]

Sobre a ação solidária dos calebes, ele declarou ser uma das grandes provas do cuidado de Deus por ele. “Me trataram como um pai e eu sinto como se fossem meus filhos. Criei muito carinho eles”.

A esposa do aposentado agradece. “Esta ação ajudou meu marido a vencer e sobreviver. Nem a gente nem os médicos esperavam esta recuperação. Deus é muito bom. Hoje ele está radiante e muito feliz frequentando a igreja”, Vanda Lucia Fernandes Adão.

Em todo o sul do Rio de Janeiro, mais de 2.100 jovens estiveram envolvidos na Missão Calebe desenvolvendo diversas iniciativas em prol da comunidade e levando a mensagem de esperança. Ao longo dos 15 dias de projeto, diversas histórias emocionantes como a do sr. Carlos Alberto, aconteceram em outros lugares.

Galeria de imagens:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox