Notícias Adventistas

Exposição apresenta santuário de forma didática em Brasília

O evento Expo-Santuário ofereceu, como recurso educacional, uma ideia sobre como funcionava o antigo tabernáculo e sua relação com a salvação em Cristo.

Por Rafael Brondani 18 de novembro de 2020

Partes do santuário possuem aplicação direta com os conceitos de salvação e intercessão de Cristo. (Foto: Associação Planalto Central)

Um plano educativo procurou fortalecer o significado bíblico do santuário para milhares de pessoas. Foi a Expo-Santuário, ocorrida nos dias 14 e 15 de novembro em Brasília. Na semana anterior, o tema sobre a doutrina do santuário mereceu uma semana de sermões, via internet. O programa foi coordenado pela Igreja Adventista na região do Planalto Central. A Expo-Santuário, intitulada Uma Representação Real do Tabernáculo de Deus,  no Colégio Adventista da Asa Sul, de Brasília, realizada na sequência, procurou levar as pessoas a uma maior reflexão espiritual.

Leia também:

Trata-se da uma exposição itinerante que procura reproduzir a estrutura e o funcionamento do antigo santuário israelita. O tabernáculo, como também é conhecido, fez parte da história do povo hebreu, logo após sua saída do Egito. A ideia desta exposição é familiarizar as pessoas com o significado de cada uma das partes do santuário, que estão teologicamente ligadas ao ministério expiatório de Cristo (morte e intercessão), conforme os livros bíblicos de Levítico, Daniel, Hebreus e Apocalipse.

O programa de lançamento da exposição aconteceu na Igreja Central de Brasília, pelo sábado de manhã, e contou com a pregação do líder dos Adventistas do Planalto Central, pastor Max Schuabb. Durante a programação, quatro pessoas foram batizadas. Para finalizar as atividades da manhã do sábado, foi introduzida no templo uma réplica da Arca da aliança, como um momento de incentivo à consagração dos participantes do culto.

Expo-Santuário

Seguindo os protocolos de segurança, por conta da pandemia da Covid-19, as pessoas faziam filas para participar da exposição. Muitas delas estavam emocionadas por conta do simbolismo que o santuário remete para os cristãos e outros estudantes da Bíblia Sagrada. Durante a Expo-santuário, os mais de 1.500 participantes ainda fizeram uma viagem pelas histórias bíblicas do Tabernáculo de Deus.

O diretor da área de Espírito de Profecia para Brasília e entorno, pastor Esteban Griguol, descreve a feira como uma jornada de reflexão e oração pessoal. Para ele, é, também, um momento de reavivamento e reforma pessoal. “Essa é uma oportunidade especial para ouvir a voz de Deus e responder ao chamado do Espírito Santo aos nossos corações. Em outras palavras, a expo-santuário é uma experiência pessoal viva, de salvação, restauração e cura”, menciona.

Estações de reflexão 

O santuário tinha dez estações. Entravam grupos de cinco pessoas, por vez, e cada estação oferecia duas atividades que duravam de três a cinco minutos. A última estação, a da bênção sacerdotal, proporcionava às pessoas que tiveram a experiência o contato com uma pessoa vestida de sacerdote. Este “sacerdote” fazia oração com o público da Expo-Santuário e entregava um cupom de fortalecimento espiritual. O cupom era preenchido e devolvido para que os organizadores posteriormente entrem em contato, e ofereçam estudos bíblicos e algum tipo de apoio espiritual.

Pastor Griguol relembra que Deus foi quem instituiu o santuário terrestre como um excelente recurso pedagógico. Na visão dele, é uma ferramenta didática, interativa e prática. Uma grande vantagem é o auxílio a pessoas para que entendam adequadamente o princípio bíblico de conflito entre o bem e o mal e o plano da salvação. De acordo com o pastor, “como seres humanos, entendemos melhor quando vemos ilustrações e interagimos, pois isso aumenta mais o processo de aprendizagem”, explica o pastor.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox