Notícias Adventistas

Costureiras adventistas confeccionam máscaras e doam com livro missionário

Mais de 500 unidades de máscaras já foram doadas à comunidade de Ponto Belo, região norte do Espírito Santo.

Por Ayanne Karoline 1 de abril de 2020
Costureiras usam tempo entre os afazeres domésticos para confeccionarem máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Costureiras usam tempo entre os afazeres domésticos para confeccionarem máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Um dos símbolos da prevenção ao coronavírus (COVID-19) é a máscara. Sua utilização evita a dispersão de gotículas, pelas quais o vírus se espalha. Ao ser usada por pessoas doentes, ela impede que a pessoa dissemine o coronavírus ao tossir ou espirrar.  Por esse motivo, a procura das pessoas e a demanda da área de saúde pelo item tem sido grande.

Em Ponto Belo, região norte do Espírito Santo, costureiras adventistas se uniram para confeccionar máscaras para doação. São oito pessoas envolvidas no trabalho, que já resultou em mais de 500 máscaras distribuídas entre profissionais do comércio local e famílias da comunidade.

Detalhe da costura das máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Detalhe da costura das máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Uma das voluntárias é a Irandi Ribeiro da Silva, que costura desde os 12 anos. Ela explica que as máscaras são feitas com TNT branco, costuradas com elástico e com um bom acabamento. Cerca de 10 minutos é o tempo que elas levam, em média, para fazer uma máscara. “Em meio aos nossos afazeres de casa, dedicamos esse tempo. É gratificante fazer algo por alguém e ser útil”, disse.

A ideia surgiu da proprietária de farmácias Guiomar Jahel, que percebeu a alta demanda pelo item e a baixa por parte dos fornecedores. Ela resolveu produzir, mas, ao invés de vender em sua loja, ela resolveu doar. “Apelei às costureiras no grupo da igreja para poderem ajudar, visto que eu daria o material e ajudaria na costura. Elas ficaram muito animadas”, contou Guiomar.

Máscara e livro missionário que estão sendo entregues. (Foto: Acervo Pessoal)

Além da máscara, quem busca a doação também recebe o livro missionário A Maior Esperança. “É uma oportunidade também de levar Jesus e fazer algo pela comunidade, mesmo a igreja estando fechada”, comentou Guiomar.

Além da Guiomar e da Irandi, participam da ação solidária a Eunice, Ivanir, Solange, Nice, Luíza, Ana Cláudia, Nancy e o Caio. Durante o trabalho, que é feito de casa e respeitando as recomendações do Ministério da Saúde, esse time recebe pães, bolos e outros itens gratuitos de uma padaria local, em reconhecimento à ação.

Sobre as máscaras

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o uso de máscaras para pessoas diagnosticadas ou com sintomas de Covid-19 ou de outras doenças respiratórias. Se você está cuidando de uma pessoa com a doença, também é preciso utilizar a proteção.

Antes de colocar a máscara, é preciso lavar as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel. A máscara deve ser descartada tão logo comece a ficar úmida. Ao retirá-la do rosto, não toque na parte da frente e jogue-a numa lixeira fechada. Na sequência, lave e higienize as mãos, conforme recomendado. Esse tipo de máscara não deve ser reutilizado. (Fonte: Folha de São Paulo)

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox