Notícias Adventistas

Comunidade ribeirinha recebe auxílio de voluntários do exterior

Anualmente, em parceria com a ADRA Brasil, dezenas de pessoas dedicam seu tempo para auxiliar quem vive na margem dos rios da Amazônia.

29 de março de 2016
Captura de Tela 2016-03-29 às 10.33.42

Estudantes missionários prestaram auxílio a comunidade “Rosa de Saron”

Manacapuru, AM … [ASN] Graziele dos Santos reside na comunidade ribeirinha “Rosa de Saron”, localizada às margens do rio Manacapuru. Ela e seus amigos estão tendo a oportunidade de ter aulas de inglês e de música devido ao trabalho das missionárias americanas Kelly Siegal e Cristina Chung.

Leia também:

Kelly conta que é a terceira vez que está prestando ajuda à comunidade através do voluntariado. “Eu posso dizer que a Amazônia já faz parte da minha vida. Aqui na comunidade eu aprendi que as coisas simples da vida é que fazem a diferença. O sentimento de utilidade nos molda, nos ensina. As experiências vividas aqui são únicas”, relata.

Desta vez, ela veio com mais 22 amigos do norte da Califórnia, nos Estados Unidos. Eles fazem parte da universidade Pacific Union College, e dentre as diversas atividades do grupo, ajudaram a reconstruir a casa da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) e também desenvolveram projetos que possibilitaram que as comunidades vizinhas tivessem água potável.

Segundo o diretor de Missões da universidade, Fábio Maia, essas iniciativas são frutos de uma parceria que vem sendo feita com a ADRA Brasil. O objetivo com os estudantes missionários é prestar auxílio para atender as necessidades básicas das populações e também para evangelização. Maia destaca ainda que este projeto é benéfico para ambas as partes.

Como fruto do trabalho, após ter o contato com os ribeirinhos, Kelly aceitou a Jesus Cristo e foi batizada e na última quinta-feira, 24. “Minha alegria é indescritível. Ter meus amigos da Califórnia aqui e minha mãe, que veio especialmente para este momento, é algo marcante. Este lugar transformou minha vida, meu pensar e meu comportamento”, enfatiza.

Anualmente, em parceria com a ADRA Brasil voluntários do País e do exterior prestam auxílio às comunidades ribeirinhas. No Amazonas são mais de cinco mil delas espalhadas entre os rios. [Equipe ASN, Tatiane Virmes]

Confira algumas imagens:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox