Notícias Adventistas

Carioca dedica um ano como missionário no Chile

Thiago realizou seu sonho de trabalhar para Deus em 100% do seu tempo.

7 de abril de 2016
thiago

Thiago é líder jovem no Rio, já participou do Missão Calebe no Uruguai e agora está no projeto OYiM, no Chile.

Rio de Janeiro, RJ [ASN] Thiago Bezerra (27) não acreditou quando recebeu a notícia de que havia sido um dos escolhidos para o projeto One Year in Mission (Um Ano em Missão), que aconteceria no Chile. Era somente o começo de uma grande aventura em outro país.

Thiago atuava na liderança jovem da sua igreja, no bairro Faculdade, em Nova Iguaçu, Região Fluminense do Rio de Janeiro. Entre muitas ações, ele estimulava seus amigos da Igreja a praticarem o bem fora das quatro paredes e através de programas diferenciados e criativos e assim, conquistar novos amigos.

O incêndio

Uma das experiências que o marcaram, aconteceu logo na chegada ao Chile, dia 19 de março, foi a ajuda que ele e alguns participantes da Missão Calebe (outro projeto dos jovens adventistas) prestaram a uma moradora que teve sua casa incendiada. “Era final de tarde, por volta das 17h, mas o sol ainda estava forte. Estávamos na praça fazendo inscrições de crianças para a Escuela Cristiana de Vacaciones (Escola Cristã de Férias), quando vimos a fumaça, e logo corremos para ajudar. Foi tudo muito rápido. Chamamos os bombeiros e ajudamos a senhora a sair da casa com seu cachorrinho. Mas, infelizmente, a casa ficou totalmente destruída”, relata Thiago.

Thiago ajudou a chamar os bombeiros e salvou a vida da dona da casa incendiada.

Thiago ajudou a chamar os bombeiros e salvou a vida da dona da casa incendiada.

O incêndio aconteceu na Rua Futaleufu e, além da ajuda dada à esta senhora, eles ajudaram os vizinhos a saírem rapidamente de suas casas, que são de madeira, e que corriam o risco de pegar fogo também. Foram necessários três carros dos bombeiros para apagar o incêncio.

Na semana seguinte eles voltaram no local para visitar as pessoas e a partir daí já estão fazendo amizade, para daqui algum tempo poder falar de Jesus ali.

Thiago está ajudando a fundar o primeiro Clube de Jovens da Missão Sul Chilena. Ele participou do treinamento com todos os líderes de jovens, desbravadores e aventureiros que aconteceu no último final de semana (1 a 3 de abril). Passou orientações aos líderes sobre a fundação do Clube de Jovens nas igrejas, como preparar um Culto Jovem atrativo e espiritual, além da realização dos Retiros, que é um evento que integra bastante a juventude.

Leia também: Lançado primeiro Projeto Calebe a nível nacional no Chile

Em entrevista com a equipe ASN, Thiago contou um pouco de sua vida, sonhos e o que tem vivido no Chile, acompanhe:

ASN: O que te motivou a querer ser um missionário?
Thiago: Sempre tive o desejo de trabalhar integralmente para a obra, me doar por inteiro: meus dias, minhas forças e todo ar que respiro para Deus. Minha primeira experiência foi numa viagem para o Uruguay em 2013. Passei quase um mês no projeto ‘Missão Calebe’ e gostei muito. Aí fiquei sabendo do primeiro OYiM nos EUA e orei para Deus um dia me abençoar para que eu pudesse participar neste projeto maior, e Ele o fez.

ASN: Como foi receber a notícia de que foi escolhido?
Thiago: Foi uma sensação indescritível, pois tinha feito a inscrição pela internet, mas não esperava ser escolhido. Tinha tanta gente qualificada querendo ir e disputar uma vaga dentro dos três estados da nossa União, achava que minhas chances eram mínimas. Mas, eu alimentava alguma experança.

ASN: Como foi a chegada em um novo país?
Thiago: Foi ótima! Estou sendo muito bem tratado. Só estranho um pouco a cultura, é tudo muito diferente. Estou me adaptando.

ASN: Como foi sua experiência como calebe em Montivideo, Uruguai?
Thiago: Em 2013 participei por 30 dias da Missão Calebe aprendendo e compartilhando coisas novas. Atuamos ali como voluntários da TV Novo Tempo e isso ajudava a fazer o primeiro contato com pessoas para os Pequenos Grupos, que foram mais de vinte durante o período. A Rádio Novo Tempo tem muita audiência no Uruguai. Também fizemos o projeto Cozinha Saudável, além de projetos sociais: Abraços Grátis, distribuição de livros missionários, distribuição de alimentos e roupas a moradores de rua.

ASN: Como tem sido o dia a dia no Chile?
Thiago: Não é fácil, pois a cultura e o idioma são totalmente diferentes. Os jovens não se envolvem muito com as atividades da Igreja, por isso tento, na medida do possível, tentado ajudar com alguns projetos para reavivar a igreja.

Acredito que cada União escolheu os integrantes para este Projeto OYiM com a bênção de Deus. O grupo aqui é bem unido e se esforça cada dia para fazer da melhor forma o trabalho de pregar de Jesus para as pessoas.

ASN: O que teve que deixar aqui no Brasil por um ano? Está valendo a pena?
Thiago: Deixei muitas coisa: trabalho, casa, carro, estudos, familia. Sim, com certeza! Eu sempre quis trabalhar integralmente para Deus, mas como fazer isso e ainda me sustentar? Aqui eu estou realizando este sonho pois estou trabalhando 100% do meu tempo na obra de Deus.

ASN: Fale de sua profissão e trabalho.
Thiago: Sou enfermeiro e trabalhava no setor de Neonatologia pela Prefeitura de Angra dos Reis. Estava cursando Geografia na Universidade Federal Fluminense (UFF) e estava integrado no primeiro Grupo de Pesquisa em Desastres Sócio-Naturais (GDEN/UFF).

ASN: Quais as principais ações você está participando?
Thiago: As atividades foram iniciadas com uma semana de preparação pastoral, com curso teológico, que durou 16 dias. Ficamos hospedados num lugar maravilhoso e afastado das grandes cidades, um sítio de conferência da Missão Sul Metropolitana Chilena (MSMCh). Depois apoiamos na estrutura da Missão Calebe Nacional, Semana Santa e agora estamos envolvidos com fundação de novas Igrejas, Projetos de Classes Bíblicas nas Faculdades e auxílios nos Centros de Influência.

[Equipe ASN, Fabiana Lopes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox