Notícias Adventistas

Alunos homenageiam profissionais com cartinhas durante pandemia

Por Luciana Santana Diniz 10 de agosto de 2020

Alunos da Escola Adventista de Lagarto escrevem cartinhas de gratidão para profissionais da saúde

“Todos os heróis usam capas, mas os meus, os meus usam máscaras”. Este é o recorte de um texto escrito por Laura Camacho, que traz em sua singela narrativa sentimentos de gratidão e amor. A pequena de 9 anos é aluna da Rede Adventista, e a sua homenagem traduzida em palavras de agradecimentos e incentivo é direcionada aos profissionais da saúde, que tem travado uma verdadeira luta em hospitais neste período de pandemia.

O projeto “Doe Palavras”,  realizado pelas Escolas Adventistas de Sergipe tem o objetivo de motivar as crianças a desenvolverem sentimentos de gratidão através de cartinhas e vídeos direcionados aos profissionais da saúde e da limpeza urbana que estão na linha de frente, enquanto muitos precisam e tem condições de permanecer em isolamento social.

De acordo com a responsável pela Educação Adventista em Sergipe, Walquíria Bezerra da Silva, o projeto “Doe Palavras”, reforça os valores e princípios que os alunos precisam internalizar para vida. “A Educação Adventista tem também como missão preparar os nossos alunos para serem não apenas bons profissionais, mas principalmente cidadãos que valorizem o ser humano em quaisquer circunstâncias, pois somos a imagem e semelhança de Deus. Hoje estamos vivendo um momento delicado no mundo devido à pandemia. Temos profissionais que estão se arriscando diariamente por quem precisa e pode ficar em casa. Um gesto de amor genuíno vindo de uma criança aquece o coração de qualquer pessoa!”, coloca.

Profissionais da saúde recebem cartinhas de reconhecimento e carinho

Profissionais da Saúde recebem manifestações de carinho

As 70 cartinhas escritas e vídeos gravados através de aparelhos celulares por alunos foram entregues em uma linda caixa pelos professores e coordenadores da Escola Adventista de Lagarto aos profissionais do Hospital da Universidade Federal de Lagarto (HUL). A emoção tomou conta da médica psiquiatra Norma Alves, ao ler as palavras de gratidão e estímulo das crianças expostas em um lindo mural em seu ambiente de trabalho. “Quando me deparei com as cartinhas me emocionei muito, porque só quem está vivendo o dia-a-dia desta realidade é quem sabe exatamente quais são as nossas lutas e as nossas limitações. E ter o reconhecimento de crianças é muito gratificante, pois sabemos que são sentimentos puros e de coração”, declara.

Profissional do Hospital Universitário de Lagarto se emociona ao ler cartinhas de alunos

Segundo a diretora da Escola Adventista de Lagarto, Denise Santana, este reconhecimento dos alunos é um reflexo da dedicação destes profissionais à comunidade lagartense. “São recadinhos de amor a estes profissionais da saúde, que mesmo em meio à pandemia estão na ativa e com o desejo no coração de salvar vidas. Os nossos alunos não podem dar um aperto de mão, um abraço, nem fazer uma visita presencial, mas se uniram ao projeto “Doe Palavras” com cartinhas, vídeos de gratidão e orações em homenagem a estes heróis que estão na linha de frente”, diz.

Agentes de limpeza são homenageados

Já na capital Sergipana, os alunos da Escola Adventista de Aracaju homenagearam os profissionais responsáveis pela limpeza e coleta de lixo da cidade: os garis e as margaridas. A aluna Vitória Lanza, de 6 anos, também expressou em palavras a sua gratidão. “Olá garis e margaridas, obrigada por se dedicarem e deixarem a nossa cidade sempre limpa e agradável para se viver, faça chuva ou faça sol. Deus abençoe a cada um de vocês”.

Agentes de limpeza são homenageados em Aracaju

O gerente da empresa Torre Empreendimentos, prestadora de serviço da Prefeitura Municipal de Aracaju, Zé Carlos, ficou encantado com a iniciativa e as cartas dos alunos, já que pela correria da vida, geralmente, os profissionais de limpeza urbana não costumam ser notados pela sociedade em geral. “Os garis e as margaridas têm um papel de controle sanitário neste momento de pandemia em que estamos vivendo, e muitas vezes passam desapercebido pela comunidade. Ficamos muito felizes com o reconhecimento dos alunos da Educação Adventista a estes profissionais que estão se desdobrando para proporcionar uma qualidade de vida para esta e as próximas gerações”, coloca.

Professores e coordenadores entregaram as cartinhas dos alunos para garis e margaridas

A coordenadora pedagógica da Escola Adventista de Aracaju, Claudia Valença, enfatiza que o projeto “Doe Palavras” já existia e fazia parte do planejamento anual de capelas semanais da instituição, mas devido a pandemia foi adaptado à nova realidade. “Esta ação já estava planejada, mas readaptamos para este novo normal e mobilizamos os alunos através das redes sociais a escreverem palavras de incentivo, animo e carinho a estes profissionais que mantém a nossa cidade limpa e agradável. Eles se arriscam para nos proporcionar qualidade de vida. E desta forma, surgiram as declarações mais lindas das nossas crianças, que com certeza fizeram com que os garis e margaridas da nossa cidade se sentissem amados e acolhidos”, finaliza.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox