Notícias Adventistas

Alunos de Escola Sabatina dão auxílio contínuo a moradores de rua

A intenção é ajudar física e espiritualmente a cada semana. Uma programação especial na igreja já está preparada para os moradores de rua.

17 de março de 2016
Os alunos das classes de Escola Sabatina darão assistência semanal aos moradores de rua da Praça dos Leões, em Paranaguá.

Os alunos das classes de Escola Sabatina no Jd. Guaraituba darão assistência semanal aos moradores de rua da Praça dos Leões, em Paranaguá.

Paranaguá, PR…[ASN] O encontro já é certo: todos os sábados às 9 horas da manhã. Aprender mais da Bíblia e recapitular os estudos da semana fazem parte da Escola Sabatina, que está presente em todos os templos adventistas ao redor do mundo. Entretanto, os alunos da Igreja Adventista Jd. Guaraituba, em Paranaguá, adotaram um novo ponto de encontro – a Praça dos Leões. Dessa vez, não para estudar ou trocar experiências, mas sim para fazer o bem a quem precisa.

Há algum tempo a vontade de ajudar os moradores de rua tem sido constante na mente de Janaína de Oliveira. Por gostar de ações solidárias, e diante da ideia do projeto Unidade Nota Mil – que incentiva os alunos a praticarem ações envolvendo a Comunhão, o Relacionamento e a Missão – a diretora da Escola Sabatina local compartilhou com as unidades de ação a iniciativa. O desafio foi aceito.

Sábado, dia 4 de março, às 18h. Lanches prontos, sucos preparados, violão a postos e voluntários dispostos a transmitir um pouco do amor de Jesus. Por ser um local de grande concentração de moradores de rua, o grupo se dirigiu à Praça dos Leões para oferecer a comida e realizar um culto de pôr do sol, encerrando o dia de sábado. Os alunos cantaram músicas ao som do violão. Histórias de vida compartilhadas, abraços trocados, muita atenção. Foram momentos espirituais, mas ao mesmo tempo de preocupação com a necessidade do outro.

Cerca de 20 moradores recebem ajuda dos voluntários.

Cerca de 20 moradores recebem ajuda dos voluntários.

Mas a ajuda não para por aí. A experiência positiva fez com que surgisse a ideia da dedicação constante a esse grupo necessitado. A partir desse dia, o compromisso pretende virar contínuo, por meio da distribuição de sopas semanalmente. Na sexta-feira seguinte (11), lá estava o grupo novamente junto aos moradores de rua. “Começamos a arrecadar alimentos para promover a sopa. Cada um doou o que podia. Levamos desta vez, a sopa, pães e laranja como sobremesa para eles”, conta Janaína.

E a reunião não se limita à Praça dos Leões. O próximo sábado (19), será diferente para os moradores de rua. Isso porque eles conhecerão a Igreja Adventista, em uma programação preparada especialmente para esses novos irmãos, como Janaína os chama. “Eles também são os nossos irmãos. Eles ficam muito gratos e se sentem importantes pelo carinho e pelo tempo que passamos com eles. Já os conhecemos pelos nomes. Vamos buscá-los cedinho no sábado; vão participar de um desjejum na igreja, tomar banho, cortar o cabelo, ganhar roupas novas e almoçar conosco”, planeja a diretora, que conta sobre a arrecadação de toalhas novas, barbeadores e itens de higiene bucal para doar aos convidados especiais.

Uma atitude iniciada dentro da Escola Sabatina ganha novos adeptos e a vontade de alçar novos voos. “Eu oro para que isso não seja um projeto da Escola Sabatina, e sim um ministério da igreja”, deseja Janaína. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin]

 

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox