Notícias Adventistas

Adventistas de Curitiba atuam em programa de apoio reconhecido internacionalmente

Programa Amor-Exigente busca sensibilizar dependentes químicos e reestruturar suas famílias.

21 de julho de 2015
A equipe da igreja adventista Central de Curitiba participa do Amor-Exigente há dois anos

Uma equipe de voluntários da Igreja Adventista Central de Curitiba participa do Amor-Exigente há dois anos.

Curitiba, PR… [ASN] A luta contra a dependência química se caracteriza como um constante desafio para a vida daqueles que estão envolvidos com álcool, drogas ou tabaco, bem como para os familiares que convivem com tal condição. Para ajudar este grupo, o programa Amor-Exigente (AE), existente no Brasil há 29 anos, trabalha na reorganização da vida dos dependentes e das famílias, através de elementos como a espiritualidade, palestras de sensibilização, grupos de apoio e 12 princípios básicos.

Origem do programa

A filosofia do programa Amor-Exigente é, originalmente, americana. Veio da década de 1960, a partir de um casal de terapeutas familiares, Phillys e David York, que em determinado momento, viu suas filhas envolvidas no mundo das drogas. A partir da experiência vivida, os dois escreveram um livro chamado Tough Love (Amor exigente, em português) com o objetivo de instruir famílias que estivessem passando por situações semelhantes.

No Brasil, o programa começou a partir de um padre chamado Haroldo Joseph Rahm, de Campinas, que já possuía uma comunidade terapêutica voltada a dependentes de álcool e drogas. Ele teve acesso ao livro e adotou a proposta na década de 1980 para ajudar a organizar as famílias e a sensibilizar os dependentes.

A atitude de Joseph gerou o que é, hoje, um movimento de expressão bastante ativo em todo o país. Nas reuniões dos mais de 641 grupos existentes em várias cidades, os profissionais voluntários acolhem, ouvem e criam laços de carinho com quem precisa, uma vez por semana, no período de duas horas. Entre estes grupos, há uma diversidade de denominações religiosas que atuam a partir do projeto, entre elas, a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) Central de Curitiba, com cerca de 15 integrantes fixos, sem contar os participantes itinerantes.

Participação dos adventistas na sensibilização

O trabalho liderado pela neuropsicóloga Erica Garcia junto à sua equipe surgiu a partir de um sonho antigo do pastor Fernando Iglesias, líder responsável pela igreja, na época. Quando começaram, os adventistas atuaram de maneira independente, até serem descobertos pelo programa Amor-Exigente. Após serem convidados a integrarem o projeto, a equipe recebeu treinamento aprofundado e foi certificada há dois anos como um grupo oficial do AE. Em outras partes do Brasil, há grupos semelhantes de adventistas, como por exemplo, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, atuando com a proposta do Amor-Exigente.

Na iniciativa ocorrida na IASD central de Curitiba, que se concentra especificamente na orientação de familiares dos dependentes químicos, já são vistos resultados positivos no que diz respeito a conscientização e novas escolhas para a vida. “A maioria das pessoas que frequenta o nosso grupo apresenta nitidamente uma melhora desde quando chegou, há dois anos. O grupo mesmo se aconselha e se ajuda. Já conseguimos internar até dependentes de familiares que tinham resistência”, conta Erica. Além disto, três participantes acabaram se interessando pelo conteúdo bíblico estudado pela igreja, através do conceito de espiritualidade – parte essencial da estrutura do projeto.

De acordo com o presidente nacional da Federação Amor-Exigente (FEAE), Luiz Fernando Cauduro, o fator espiritual é o diferencial no desenvolvimento de quem necessita de ajuda. “É a forma que vemos com que o dependente químico e sua família encontram [força] durante a recuperação”, ressalta. Ainda que o programa não esteja aliado a uma denominação religiosa específica, o responsável geral reconhece o benefício da atuação dos adventistas no programa. “Temos também, em nosso quadro, muitas pessoas adventistas que são muito boas e que nos ajudam. Então quero parabenizar a Igreja Adventista, porque vocês são parceiros extraordinários do Amor-Exigente. Sejam bem-vindos ao nosso movimento e estejam sempre conosco. Nós precisamos de vocês”, conclui Cauduro.

Para a coordenadora regional do Amor-Exigente, Cecília Haffner de Oliveira, o trabalho oferecido pelos adventistas contêm um diferencial: ter encontros realizados aos domingos à tarde, enquanto que a maioria dos grupos costuma fazê-lo de segunda à quinta-feira. “É um grupo muito bom que está tendo uma boa repercussão. Ele tem uma vantagem, pois domingo é um dia espetacular, já que muita gente trabalha e não tem acesso ao grupo nos outros dias da semana. Então domingo dá essa oportunidade”, nota.

Trabalho de prevenção

Pastor-Rodrigo-Rodrigues-representa-a-IASD-no-congresso-2

O pastor adventista Rodrigo Rodrigues teve a oportunidade de ministrar aos congressistas do Amor-Exigente no último domingo, diante de grupos de diversas denominações.

Além da abordagem direcionada àqueles que já estão enclausurados no universo da dependência química, como é o caso do que é oferecido pelos adventistas, o Amor-Exigente também atua de maneira antecipada aos possíveis quadros negativos que possam ocorrer. Segundo o presidente nacional do programa, o campo da prevenção consiste em um curso de 15 semanas voltado aos pais que têm filhos na pré-adolescência, e se concentra na revisão, mudança e reestruturação no comportamento da família, com o objetivo de garantir mais confiança prévia para um dos períodos mais desafiadores do crescimento dos filhos.

Congresso

As dezenas de voluntários do Amor-Exigente de Curitiba e outros tantos de todo o país e mundo, se reuniram entre os dias 16 e 19 de julho, no Teatro Positivo, durante o 12º Congresso Nacional e o 4º Congresso Internacional de Amor-Exigente, com o tema “Uma visão transformadora. Preconceito não, só amor!”. O presidente da Associação Regional do programa e organizador do congresso, Arnaldo Bento, enfatiza que o evento acontece a cada dois anos e tem como objetivo proporcionar uma perspectiva diferenciada sobre a qualidade de vida. “São temas que ajudam a sociedade a ter uma qualidade de vida melhor. Os especialistas falam sobre os assuntos e queremos que os participantes consigam juntar todas essas informações e concluam o que a droga faz com o dependente e a família”, esclarece.

Foi a primeira vez que a equipe da igreja central de Curitiba esteve presente em um destes eventos, sendo o único grupo adventista participante na ocasião. Além disto, na abertura de um dos dias – nas quais, líderes religiosos eram responsáveis por ministrarem reflexões bíblicas – o pastor Rodrigo Rodrigues foi o convidado. Durante a breve meditação, Rodrigues abordou as desculpas que o personagem bíblico Moisés havia dado a Deus quando foi chamado para ser o libertador do Egito. A ideia foi fazer os congressistas entenderem que o segredo do êxito diante das situações mais difíceis não estava nele mesmo, mas sim, no poder de Deus, que o acompanharia em todos os momentos. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin e Willian Vieira. Fotos: Mauro Jacoby]

Veja mais fotos do congresso do Amor-Exigente:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox