Notícias Adventistas

Adventistas ajudam famílias que perderam tudo em incêndio de bairro em Curitiba

Jovens do Geração 148 e fiéis da igreja Jd. da Ordem se uniram para a arrecadação.

28 de março de 2016
A suspeita é que o incêndio foi causado por uma briga de casal. As chamas se alastraram, atingindo 13 casas.

A suspeita é que o incêndio foi causado por uma briga de casal. As chamas se alastraram, atingindo 13 casas. Foto: Rede News 24h

Curitiba, PR…[ASN] Na noite de sábado, 20 de março, moradores da Vila Palmeira, no bairro Umbará, localizado em Curitiba, foram surpreendidos com fogo, atingindo 13 casas da região. Foram quase cinco horas de trabalho intenso do Corpo de Bombeiros para controlar as chamas. Apesar de ninguém ter se machucado, as cinco famílias, totalizando 23 pessoas, perderam tudo o que tinham. Comovidos com a situação, um grupo de adventistas da igreja Jd. da Ordem se mobilizou para dar apoio às vítimas.

Desabrigadas, as famílias foram acolhidas no Colégio Estadual Carlos Drummond de Andrade, no bairro Osternack. Ali, no último sábado (26), elas receberam a visita dos fiéis que levaram as arrecadações conseguidas na igreja, como leite, fraldas, roupas e até um fogão. O momento não foi apenas de entrega das doações, mas também de atenção e oração.

12923148_244122269272615_6178328555068135636_n

Os voluntários levaram principalmente leite e fraldas, que eram a maior necessidade do momento.

Fernanda Milewski foi uma das voluntárias que esteve no dia da entrega. A mobilização, mesmo que rápida, marcou a vida da jovem, que enfatiza a importância de se preocupar com as necessidade dos próximo, e de não tratar a tragédia como mais uma, dentre as tantas que são noticiadas diariamente. “Quando você ouve da boca dessas pessoas o que elas estão passando, o coração se quebranta e o sentimento é de compaixão ao extremo. Cai aquela venda de pensar muitas vezes que é só mais uma tragédia, porque não é. Eles são meus irmãos em Cristo! Ter esse contato me devolveu a comoção. Todos deveriam ir a campo, isso transforma o caráter, te faz olhar pro teu pouco e dar glórias a Deus”, revela.

Cerca de 20 voluntários foram até o local, representando outros que ajudaram de alguma forma nas doações. “Quando estávamos saindo, ocorreu um fato interessante: algumas crianças vieram (ao encontro), e uma menina com um saquinho, ofereceu balas pra cada um de nós. Na inocência dela, estava nos agradecendo”, relembra Fernanda.

As família estão recebendo assistência da Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS).

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox