Notícias Adventistas

A mulher que fala sobre Jesus no supermercado e até na academia

Os esforços de Joelma para que mais pessoas conheçam a Cristo já influenciaram 56 pessoas ao batismo.

Por Fernanda Beatriz 4 de junho de 2019

Moradora de Nova Friburgo (RJ), Joelma concilia a graduação em Psicologia com a prática de dar estudos bíblicos (Foto: Gustavo Leighton)

Joelma Moura sempre gostou de estudar a Bíblia. Então, decidiu entrar num seminário de Teologia. Após concluir os dois anos estudos, tornou-se pastora de uma igreja evangélica.

O irmão dela, Amarildo Moura, também gostava de ler o livro sagrado do cristianismo. Mas quando o assunto “igreja” aparecia nas conversas entre eles, Joelma ficava incomodada. Até o dia em que Amarildo adoeceu e ela precisou acompanhá-lo ao hospital. “Foi aí que eu comecei a prestar mais atenção nas coisas que ele falava sobre a Bíblia”, relembra.

Leia também:

Ao retornar para casa, ela começou a pesquisar sobre os tão falados Dez Mandamentos. “Comecei a ver que se tinha alguém errado era eu. Porque tudo o que ele falava, principalmente sobre o sábado, estava lá [na Bíblia]”, pontua.

Depois de um tempo, sua decisão causou estranheza a muita gente, inclusive ao seu esposo. “O fato de não poder pregar os Dez Mandamentos naquela igreja [que eu frequentava] me deixava muito triste. Então, entreguei a minha credencial e decidi frequentar a mesma que o meu irmão, a Adventista. Foi uma decisão difícil porque achava que meu ministério havia acabado naquele momento”, ressalta.

Joelma apresentando sermão durante a Semana de Evangelismo do Ministério da Mulher (Foto: Divulgação)

O que Joelma não imaginava era que aquela decisão seria apenas o início de seu ministério como voluntária na Igreja Adventista. Hoje, sete anos depois, ela já estudou a Bíblia com dezenas de pessoas, sendo que 56 delas optaram pelo batismo.

Atualmente, ela concilia a graduação em Psicologia com a responsabilidade de liderar uma classe bíblica com 25 pessoas na igreja adventista central de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro. Além disso, vai até a casa de pessoas para estudar a Bíblia com elas. Para quem não vive em sua cidade, faz o mesmo via redes sociais.

Para ela, todo momento é ideal para conversar sobre os valores cristãos, seja na academia, no supermercado ou indo em busca de pessoas que já visitaram a igreja.

Conheça a história de Clarice, que conheceu Joelma em uma academia:

 

Mais mulheres na missão

Joelma representa bem o envolvimento das mulheres da região Sudeste na evangelização. Ao longo do ano, elas são incentivadas a integrar Pequenos Grupos e Duplas Missionárias para estudar a Bíblia com outras pessoas.

E para colher os frutos de todas essas frentes de atuação, é realizada a Semana de Evangelismo do Ministério da Mulher. Neste ano, o programa ocorreu entre os dias 26 de maio e 1º de junho em aproximadamente duas mil igrejas, o que corresponde a 80% das congregações dos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo (União Sudeste Brasileira).

Veja outras mais histórias de pessoas influenciadas por Joelma, apresentadas na Comissão Diretiva Plenária da Igreja na América do Sul:  

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox