Notícias Adventistas

Violência doméstica é discutida em live educativa

Iniciativa faz parte das ações do projeto Quebrando o Silêncio em Brasília e Entorno

Por Rafael Brondani 24 de agosto de 2021

No segundo bloco, a programação contou com a presença da advogada que atua na Sede Adventista para toda a América do Sul, Stéfanne Ortelan, e da psicóloga Tânia Alves. (Foto: Reprodução)

Como parte do projeto Quebrando o Silêncio, no último sábado, 14, o Ministério da Mulher da Igreja Adventista do Sétimo Dia do Planalto Central realizou uma live educativa de prevenção contra o abuso e a violência doméstica. O encontro foi mediado pela líder das mulheres adventistas para Brasília e Entorno, Anny Gil.

O evento virtual foi dividido em dois blocos e contou com a presença do líder dos adventistas para todo Planalto Central, Max Schuabb, o da ADRA Brasília, Jeconias Neto e do deputado distrital Rodrigo Delmasso, autor do projeto de lei que aumentou a visibilidade do projeto no DF. Na ocasião, o parlamentou afirmou a ideia do projeto de lei ocorreu após tomar consciência da iniciativa da Igreja Adventista por meio de uma assessora que frequenta a denominação.

Desde então, a campanha de conscientização no combate à violência contra crianças, mulheres e idosos foi incluída no Calendário Oficial do Distrito Federal, com realização sempre na última semana de agosto.

Conscientização

No segundo bloco, a programação contou com a presença da advogada que atua na Sede Adventista para toda a América do Sul, Stéfanne Ortelan, e da psicóloga Tânia Alves. Amabas abordaram temas sobre como identificar um abuso/violência, quais ações tomar após identificar os casos, legislação que ampara as vítimas, como se proteger de possíveis abusadores, entre outros assuntos relacionados.

O Quebrando o Silêncio também incentiva a realização de fóruns, feiras educativas, eventos e programações de combate à violência durante todo o ano, mas é no quarto sábado de agosto que a Igreja Adventista dá ênfase com a realização de ações coordenadas.

Ênfase anual

A campanha ganha uma ênfase diferente a cada ano, mas a essência consiste em conscientizar as pessoas sobre o respeito às mulheres, às crianças e aos idosos.

Anny Gill declara que a live trouxa uma oportunidade para divulgar ainda mais o projeto. “Através da internet temos um amplo alcance. Saímos apenas da comunidade das congregações e geramos um grande impacto. O intuito é criar conscientização e tentar realmente quebrar o silêncio”, frisa.

As mais de 300 congregações adventistas do DF e Entorno participarão do projeto neste ano, que será realizado no dia 28 de agosto.

A iniciativa contará com líderes de congregações atuando em ruas e bairros, por meio de palestras com profissionais treinados, além de passeatas e outras ações.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox