Notícias Adventistas

Reparando Brechas – projeto de fortalecimento das famílias é apresentado em encontro

19 de fevereiro de 2018

O sorriso no rosto de quem fará a diferença em sua casa

 

Mulheres integradas em prol das famílias. Essa frase reflete muito bem o encontro realizado no sábado, 17, que reuniu coordenadoras distritais do Ministério da Mulher, Ministério da Criança e do Adolescente, além das esposas de pastores. Ao todo cerca de 90 mulheres participaram do evento e se comprometeram no engajamento junto ao projeto Reparando Brechas. “Durante todo esse ano estamos priorizando as famílias através do projeto Reparando Brechas, dessa forma, nosso propósito é que todas as famílias da igreja sejam assistidas e acompanhadas por seus líderes espirituais locais e pelos pastores”, declara Valdira Soares, organizadora do evento.

O projeto Reparando Brechas é uma iniciativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia que visa mobilizar as famílias para reparar as fendas ou aberturas que estejam impedindo e ou atrapalhando as relações familiares entre cônjuges e entre pais e filhos com incentivo ao diálogo, interesse mútuo, organização familiar e formação espiritual através da comunhão com a realização do culto doméstico.

Nara Lima, gestora em Recursos Humanos apresentou palestra sobre planejamento

“O Reparando Brechas é um projeto fantástico que traz muitos benefícios para restaurar o altar da família. Isso é muito importante porque nós temos a concorrência desleal da tecnologia, da internet. As pessoas de hoje já não tiram tempo para a família e para a comunhão com Deus. Esse projeto vem mostrar que essas brechas que existem nas famílias precisam ser reparadas com urgência. Com certeza muitas famílias serão restauradas através desse projeto”, afirma Juliana Santos, coordenadora distrital do Ministério da Criança.

Biólogo, pedagogo e teólogo Fabio Weber

“É muito gratificante ver as mulheres se dedicando ao ministério de maneira tão abnegada. Todo começo de ano nós realizamos o treinamento integrado envolvendo o Ministério da Mulher (MM), Ministério da Criança e do Adolescente (MC) e as esposas dos pastores (Afam). Nesses encontros as mulheres são capacitadas, motivadas e incentivadas. Aqui elas também recebem os materiais que serão utilizados durante todo o ano nas suas igrejas e distritos pastorais”, acrescenta Valdira, que continua. “A partir de agora elas serão multiplicadoras do conhecimento. Capacitadas para repassar a outras os conceitos dos projetos a exemplo das Quartas de Poder, Orações que Sustentam e Adoração Infantil. Elas se reunirão com as diretoras desses departamentos das igrejas locais, que por sua vez transmitirão o que aprenderam para todas as mulheres nas igrejas do estado de Alagoas”.

Um dos palestrantes do evento foi o biólogo, pedagogo e teólogo Fábio Weber que abordou no encontro o tema da ideologia de gênero. “Aqui em Alagoas ainda estamos iniciando as discussões sobre esse tema na igreja. A ideologia de gênero aborda diversas temáticas, é uma questão política, educacional, social, intrapsíquica e interelacional, ou seja, é um tema transversal”.

Fábio acredita que o encontro serviu para conscientizar e sensibilizar as participantes. “Existe conscientização e sensibilização. A conscientização está ocorrendo hoje. A sensibilização ocorre quando elas passarem a sentir, como o sangue que corre nas veias. Quando a igreja passar a falar mais sobre questões como amor, carinho, bem-querer,

pesquisas sobre o comportamento masculino e feminino, trabalho com redes sociais, estaremos tratando sobre a ideologia de gênero. Falando sobre tudo isso, essa questão da ideologia de gênero fará parte do cotidiano. As respostas dentro de casa, na escola e nos locais de trabalho serão diferentes”.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox