Notícias Adventistas

Família é batizada após contato com projetos da igreja para crianças

Escola sabatina, clube de Aventureiros, Desbravadores e Escola Adventista foram decisivos para o batismo

Família foi batizada em 2017

Uma, duas, três…várias vezes! As reclamações da escola de Heinrich eram recorrentes. O comportamento “agitado” do menino preocupava a mãe, a enfermeira Waleska Tatiana Nascimento Sant’Anna Diogo. Em busca de uma alternativa para a situação do filho, ela aceitou a indicação de uma amiga e decidiu conhecer a Escola Adventista da Serra, que fica na região metropolitana do Espírito Santo. Com seu esposo, Giovani da Penha Diogo, fez uma visita e decidiu matricular Heinrich. O que ela não sabia, é que aquele seria um ponto de mudança para a vida da família.

A postura do filho mudou, a rotina escolar era diferente e já surtia efeito positivo no comportamento de Heinrich. Mas, aliado à busca pela qualidade na educação para a criança, o casal buscava também uma nova vida no âmbito espiritual. “ Estávamos num período de visitar várias igrejas, todo fim de semana íamos em uma diferente. Até que fomos, num domingo, à igreja adventista”, conta Waleska.

Eles foram recebidos com muito carinho, como conta Waleska, o que despertou na família o interesse de participar de um culto de sábado. “ Quando chegamos na igreja, ficamos encantados com o trabalho desenvolvido com as crianças. E isso nos motivou a continuar indo, era aquilo que queríamos para o Heinrich. Meu filho ficava ansioso por cada sábado”, lembrou.

Estudando na Escola Adventista, frequentando a “escolinha” para as crianças no sábado e ativo no Clube de Aventureiros, o pequeno Heinrich decidiu que era hora de ser batizado. Os pais também começaram o estudo bíblico. “ Porém a gente enrolava, ainda precisávamos aceitar algumas coisas, estávamos resistentes”, contou Waleska.

Com o tempo, o casal parou de trabalhar no sábado e decidiu pelo batismo. Pai, mãe e filho foram batizados na Igreja Adventista do Sétimo Dia de Porto Canoa, em Serra. “ Para nossa família foi uma maravilha, Deus supriu cada necessidade e nos levou até a decisão”, afirmou Waleska, que hoje, além de Heinrich, leva também a filha caçula Helena à igreja.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox