Notícias Adventistas

Ação de família beneficia outras 83 que vivem no mesmo condomínio

Em meio ao isolamento social, os Ferreiras estão desenvolvendo atividades de cunho espiritual, emocional e comunitário.

Por Andréia Kals 10 de abril de 2020

As filhas Ana Paula e Sara Cristina montam kits contendo álcool em gel para distribuir à vizinhança. (Foto: Arquivo pessoal)

Niterói é a segunda cidade com mais casos do novo coronavírus do Estado do Rio de Janeiro. Mas para as 83 famílias que residem no condomínio Jardim das Tulipas e Acácias, em Icaraí, a preocupação e a ansiedade, características dos locais que enfrentam o isolamento social, foram minimizadas graças às iniciativas promovidas pela família Ferreira.

Dentre os projetos estabelecidos em sua nova rotina está a oração intercessora, a campanha de arrecadação e distribuição de alimentos, a divulgação da Semana Santa, distribuição de álcool em gel, serenatas e até a viabilização da vacinação a domicílio para os 102 idosos que residem no local.

Leia também:

O ponta pé inicial foi dado pela mãe, Martha, que já planejava fazer algo para a vizinhança antes da chegada da pandemia. Com os noticiários, no entanto, os planos foram adaptados. O esposo, Elmo, e as duas filhas, Ana Paula (24) e Sara Cristina (22), logo aderiram.

Iniciativas de apoio emocional e espiritual

Elmo sai para a distribuição dos kits e convites da Semana Santa online. (Foto: Arquivo pessoal)

A primeira ação foi a entrega de kits contendo frascos de álcool em gel, exemplares do livro A Grande Esperança, a meditação para Pequenos Grupos da Semana Santa, e convites indicando os canais pelos quais poderiam assistir o programa. A família toda montou os kits e o pai, Elmo, saiu para a entrega, deixando as sacolas personalizadas penduradas nas maçanetas das portas.

De forma paralela, eles desenvolveram um projeto de oração que foi divulgado com bilhetes no elevador e via e-mail, com o auxílio da síndica. “Logo vieram mensagens no WhatsApp e ligações no interfone. Os vizinhos ficaram felizes e agradeceram por fazermos algo inovador assim no prédio”, conta a mãe, Martha.

Aproveitando a oportunidade, Martha também montou um grupo no WhatsApp com cinco amigas adventistas que se envolveram na atividade e passaram a orar pelos pedidos e pelas famílias, além de manter contato.

Solidariedade e bem-estar social

Cartazes com incentivo à participação na campanha solidária foram expostos em diversas áreas comuns no condomínio. (Imagem: Divulgação)

Fixando a parceria com a síndica do condomínio, a família também pensou em algo para ajudar as pessoas carentes da cidade. Assim, caixas de papelão foram colocadas nos corredores e nas portas principais de cada entrada do condomínio para que as pessoas deixassem alimentos não perecíveis.

Com um grande envolvimento da vizinhança, diversas cestas básicas foram montadas e entregues às famílias em necessidade. Uma parte foi direcionada ao templo adventista frequentado pelos idealizadores do projeto, que realizou a doação com o auxílio de outros voluntários. Outra parte foi entregue por funcionários do condomínio. Mas a campanha ainda continua.

“A aceitação aqui foi muito boa”, explica Martha. “Uma de nossas vizinhas é dona de uma rede de supermercados de Niterói. Ela gostou da iniciativa e se ofereceu para doar mais alimentos às famílias que precisam”, relata.

A sindica, Danielle Viana, está surpresa com tudo que tem visto. “Todos estão muito impressionados porque nunca tivemos este tipo de movimento dentro do condomínio, ainda mais com a campanha solidária. As pessoas estão muito felizes em poder ajudar. Isso é importante para os momentos que estamos vivendo”, pontua.

Atendimento à terceira idade

Os idosos que vivem no local também foram bem assistidos, recebendo a vacinação contra gripe à domicílio. (Foto: Reprodução)

Martha é advogada e quando contabilizou o total de 102 idosos nos dois prédios do condomínio, resolveu assistir a esse público também. “Entrei com um pedido junto à Secretaria de Saúde de Niterói e conseguimos a vacinação no próprio condomínio para todos os idosos. Quanto menos se exporem aos riscos, melhor”, esclarece.

A primeira leva de vacinação já ocorreu. Mas novas doses virão para aqueles que não puderam ser vacinados anteriormente. “Eu fiquei muito feliz porque há tempos eu estava pensando em como impactar os meus vizinhos de forma significativa e agora sinto que estamos fazendo isso aqui”, conclui.

Projeto de continuidade

Ao lado da sindica Danielle, Martha comemora a cada donativo recebido durante a campanha. (Foto: Arquivo pessoal)

Nos próximos dias, serenatas também serão feitas em uma área livre do condomínio, que está situada entre os dois prédios. As filhas do casal, Ana Paula e Sara Cristina, tocarão e cantarão ao vivo. A campanha solidária, e de oração, também continua.

Para o pai, Elmo Ferreira, é uma grande alegria estar envolvido com toda a sua família nestas atividades. “É um privilégio muito grande participar de um projeto assim. Estamos acostumados a estar na rua, como igreja, e agora que não podemos mais fazer isso, estas atividades tem nos mantido ativos na missão”, explica.

A expectativa é que muitas pessoas busquem conhecer mais sobre Deus através de cada ação. “Mesmo que de forma indireta, seja através da solidariedade, empatia ou do material que divulgamos, nós podemos falar de Jesus. Isso é enriquecedor “, sublinha o patriarca.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox