Notícias Adventistas

Concílio de Esposas de pastores incentiva envolvimento em ações de compaixão

12 de março de 2015
Testemunho sobre projeto Elo do Bem foi compartilhado com as participantes

Testemunho sobre projeto Elo do Bem foi compartilhado com as participantes

O departamento da Área Feminina da Associação Ministerial (AFAM) da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Grande Salvador realizou no último sábado, 7 de março, o concílio de esposas de pastores 2015 – Minha Casa Na Videira. O encontro fortaleceu o uso dos dons como um meio para a unidade de propósitos. Momentos de confraternização e amizade também marcaram o programa. No total, 65 participantes estiveram presentes e assumiram uma vez mais o compromisso com o projeto Elo do Bem, que iniciou em 2008 por iniciativa de Rosecler Queiroz e que há oito anos tem incentivado esposas de pastores como ela, ao exercício da compaixão.

O projeto Elo do Bem, auxilia estudantes universitários carentes da Faculdade Adventista da Bahia, suprindo necessidades básicas, sendo uma campanha de compaixão que tem feito a diferença na vida de inúmeros estudantes. A professora Lucicleide Maria da Silva Liessi, é um exemplo de alguém que foi ajudada pelo projeto enquanto estudante. Seu testemunho foi uma evidência do quanto simples atos de compaixão podem colaborar na formação acadêmica de muitos estudantes. Hoje como professora e esposa de pastor, há três anos, ela tem buscado doações para que estudantes que passam por situações parecidas com a que ela passou sejam também auxiliados.

Novas integrantes da AFAM na Grande Salvador

Novas integrantes da AFAM na Grande Salvador

Ainda durante o encontro, a coordenadora da AFAM na região, Quelaine Sprotte, apresentou um grupo de 10 novas integrantes que passam a atuar junto ministério pastoral na Grande Salvador.

A presença da palestrante e psicóloga Talita Castelão Fernandes, permitiu que as participantes entendessem melhor a questão das diferenças, na forma de pensar, sentir e agir e o quanto tais diferenças podem contribuir no serviço ministerial. A psicóloga também enfatizou o quanto os relacionamentos influenciam na qualidade de vida.

Emelliny Grazielly, que há quarto anos acompanha o esposo no Ministério Pastoral, declara o quanto o encontro se torna produtivo tanto para a vida pessoal como para o serviço junto a Igreja. “Cada concílio traz para minha vida fortalecimento espiritual e me incentiva a reconhecer meus dons e habilidades para desenvolvê-los segundo o propósito de Deus e assim beneficiar ainda mais a comunidade cristã em que atuamos”, enfatiza. [Ionara Wichinheski – Salvador/BA].

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox