Notícias Adventistas

Voluntários da área financeira das igrejas são homenageados em Petrópolis

Eles formam um exército de homens e mulheres que cuidam das finanças das igrejas.

Por Fabiana Lopes 9 de dezembro de 2019

Cerca de 250 pessoas participaram do Encontro de Tesoureiros realizado no Ipae. Foto: Jéssica Magalhães

Em cada igreja adventista existem pessoas que assumem funções de forma voluntária. Diferentemente do pastor, que recebe um salário para cuidar das congregações, os voluntários são responsáveis por diversas áreas, de maneia gratuita. Muitos fazem por vocação ou até mesmo para ajudar no bom andamento dos programas e projetos que a igreja desenvolve ao longo do ano. Através de uma comissão realizada anualmente na própria igreja, os líderes de cada área são eleitos e muitos permanecem por algum tempo no cargo, como Antônio Ribeiro, de 80 anos de idade, dos quais 46 já contam como tesoureiro.

Encontro reuniu cerca de 250 tesoureiros e assistentes no Ipae

A sede da igreja adventista na região central do Rio de Janeiro organiza encontros anuais com todos os tesoureiros e assistentes das mais de 150 congregações do campo. A realização neste ano se deu pelo administrador financeiro da Associação Rio de Janeiro (ARJ), pastor Alexandre Lopes.

“O tesoureiro tem um grande valor na igreja, assim como todas as demais funções. Por isso, durante este encontro, fizemos uma celebração para agradecer a cada um deles por mais um ano de trabalho. As premiações são apenas um pouco da demonstração do muito que eles fazem em suas igrejas”, destaca Lopes.

O Encontro de Tesoureiros deste ano aconteceu no Instituto Petropolitano Adventista de Ensino (Ipae), dia 7, das 16h às 18h. Os tesoureiros receberam premiação por categorias bronze (26), prata (47) e ouro (83). Os participantes tiveram a oportunidade de ouvir músicas do repertório da cantora Melissa Barcelos, além de ouvir a mensagem espiritual proferida pelo pastor Marcos Aguiar, líder geral da Associação Rio de Janeiro. Além destes, também esteve presente o pastor João Custódio, que cuida dos departamentos de Mordomia e Ação Solidária na igreja adventista na região central do Rio.

Destaques da Tesouraria

Elias Costa Moraes atua como tesoureiro na igreja adventista de Piabetá há aproximadamente 20 anos. Ele faz a remessa de duas igrejas, a sua e a igreja adventista de Rio do Ouro. Moraes faz questão de entregar pessoalmente o material na sede a igreja, que fica na Praça da Bandeira. “Faço este trabalho com alegria e dedicação, não me custa nada. Eu gosto de cuidar dos bens da casa de Deus, me sinto honrado e feliz. Sou grato a Deus pelas bênçãos dadas a cada dia a mim e à minha família, com saúde e tantas outras coisas”, afirma Moraes, que não se vê fazendo outra coisa na igreja a não ser “cuidar da tesouraria”.

Denize Maria Costa Machado é tesoureira há dois anos na igreja adventista de Jardim América, em Parada de Lucas. “O programa foi bom, objetivo, atraente e espiritual”, reflete Denize. No mesmo bairro, o grupo Renascer também foi medalha de ouro com a tesoureira Judete Soares de Andrade, que a despeito da muleta que usa, fez questão de participar do encontro. “Achei lindo, muito organizado, bem afetuoso o reconhecimento dos líderes da ARJ para conosco, os tesoureiros. Fui eleita tesoureira desde que o grupo do Renascer foi criado pelo pastor Sálon Costa, em 2011, e em 2020 serei associada do Gláucio Honório, pela misericórdia do Pai”, descreve Judete.

Antônio recebeu moção honrosa da sede da igreja (Associação Rio de Janeiro)

Antônio Ribeiro atua na área há 46 anos e pretende continuar. João Custódio, Marilene Santos, Antônio Ribeiro, Ricardo Berto, Alexandre Lopes e Samara Lemes. (esq. para dir.) Foto: Jéssica Magalhães

Antônio Ribeiro do Nascimento Filho é natural do Ceará, e está aposentado da profissão de metalúrgico. Foi batizado durante uma série de conferências em Duque de Caxias pelo pastor Henry Feyerabend na década de 1960. Casado com Marilene Santos do Nascimento há 39 anos, tem um filho: Gutemberg e um enteado, Silvio.

Para Antônio, um tesoureiro precisa ser fiel a Deus e aos outros. “A gente tem que olhar para o dinheiro e tratar como se fosse um papel comum. O dízimo e as ofertas são santos ao Senhor, precisamos cuidar com todo cuidado, pois não é dinheiro nosso, é de Deus”, afirma Filho.

Assista seu testemunho:

Fotos do evento:

 

Para ver todas as fotos deste evento, acesse o Facebook Adventistas Rio.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox