Notícias Adventistas

Vigília Jovem na capital gaúcha incentiva evangelismo prático diante de problemas sociais

Programa aconteceu no dia 14 de novembro, em Porto Alegre e buscou fortalecer as bases do G148 e a Missão Calebe 2016.

17 de novembro de 2015
Jovens perceberam que podem se envolver de diversas maneiras para aliviar o sofrimento das pessoas e apresentar-lhes esperança.

Jovens perceberam que podem se envolver de diversas maneiras para aliviar o sofrimento das pessoas e apresentar-lhes esperança.

Porto Alegre, RS… [ASN] Nil Anderson da Silva, adventista, é um jovem que, há anos, atua com as chamadas bases do projeto Geração 148, que são pequenos grupos formados por jovens que se reúnem, ao menos uma vez por semana para confraternizações, estudo da Bíblia e realização de atividades sociais. Morador do bairro Mathias Velho, localizado em Canoas (RS), ele encara o ministério com seriedade, principalmente diante das atuais crises e catástrofes que vêm acontecendo no Sul do País, no restante do Brasil e no mundo. “O jovem adventista pode auxiliar as pessoas levando conforto, alimento, agasalho, mas, acima de tudo, deve mostrar a esperança, que é Jesus. Nós do G148, estamos neste mundo para abençoar e podemos fazer isso onde estivermos, seja em casa, no trabalho, na faculdade ou até mesmo nas redes sociais”, reflete.

Leia também:

Assim como Silva, quase 2.500 jovens gaúchos demonstraram o sentimento de insatisfação com as condições e acontecimentos negativos da sociedade e, ao mesmo tempo, vontade de fazer a diferença na prática, durante a Mega Vigília Jovem 2015 organizada pelo escritório da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a região central do Estado. A programação intitulada Inconformados aconteceu no sábado (14), na Casa do Gaúcho, em Porto Alegre.

“Esta é uma juventude que se levanta e se coloca à disposição da igreja de Deus para fazer a diferença em sua geração. Eu sozinho, posso fazer pouco, mas esse pouco, somado a ‘muitos poucos’, dá bastante coisa”, ressalta o líder que responde pela coordenação dos jovens adventistas da região central do Rio Grande do Sul, pastor Odair de Almeida.

No local, os jovens ouviram palestras dos pastores Carlos Campitelli, líder sul-americano de jovens da Igreja Adventista, Thiago Rodrigues, pastor de jovens no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp – Campus Engenheiro Coelho), e Robson Menezes, líder da Ação Missionária na região sudoeste paulista. Além deles, os cantores dos grupos Expressão Vocal e Sândalo, dos quartetos Vital e Canto Livre e a cantora Roberta Spitaletti apresentaram canções de seus repertórios. À frente dos louvores congregacionais, esteve o cantor Moisés Cardoso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na visão da cantora Roberta, embora Deus não precisasse dos homens para realizar seus feitos, Ele criou o ser humano com possibilidades claras de marcar a vida de outros através de Seu amor demonstrado. “Deus nos fez de uma maneira singular, já sabendo que para todas as pessoas que encontrarmos na vida, podemos fazer a diferença por Ele e através dEle. A gente pode ser a mensagem do jeito que a gente é”, afirma a cantora Spitaletti.

Ao decorrer da noite, os jovens discutiram sobre formas práticas de evangelismo diante de problemas sociais e foram convocados para a sexta edição do projeto Missão Calebe, projeto de voluntariado que acontece durante as férias de janeiro de 2016. Eles também receberam orientações e incentivo no que diz respeito ao trabalho com as bases do Geração 148.

Os temas foram explorados de forma prática, mostrando a cada jovem, que pequenas atitudes do dia a dia,  já podem fazer uma grande diferença. Entre os pontos ressaltados, estava: orar pelas pessoas envolvidas nas catástrofes ou problemas mundiais, envolver-se nas atividades promovidas pela igreja para benefício da sociedade (como campanhas de soliedariedade, Missão Calebe, etc), utilizar positivamente as redes sociais como meio evangelístico, e ter um relacionamento íntimo com Deus, para assim, abençoar os demais relacionamentos do circulo pessoal.

Líder de jovens nomeado recentemente para a coordenação sul-americana, Campitelli reforça o fato de que a juventude adventista é um exército muito forte. “A Igreja Adventista na América do Sul, tem praticamente 2 milhões e 500 mil membros. Destes, praticamente 1 milhão tem até 35 anos. São 1 milhão de jovens. Isto é um exército que tem muita força. Muitos destes já estão deixando sua marca e fazendo a diferença na vida das pessoas”, ressalta.

“Seja no falar, ou no agir nós podemos resplandecer Jesus neste mundo de trevas”, confirmou a jovem Thais Ester Vieira, de 21 anos.

A vigília teve início às 21h e foi encerrada às 6h da manhã do dia 15. [Equipe ASN, Andréia Silva/Fotos: Josean Muslera].

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox