Notícias Adventistas

Treinamento vai capacitar 1.500 duplas missionárias no ES

3 de março de 2015

Vitória, ES… [ASN] Neste sábado (7) acontece o Treinamento de Duplas Missionárias e Instrutores Bíblicos nas regiões central e norte do Espírito Santo. O evento faz parte do projeto IDE – Ir, discipular e ensinar – e tem o objetivo de treinar, motivar, organizar, equipar e estabelecer alvos para 2015. São esperadas 1.500 duplas, que receberão treinamento na sua cidade, a partir das 15h30.

Veja aqui o vídeo promocional do evento

Cerca de 3.200 kits missionários estão sendo preparados e serão entregues no evento. Eles são compostos por bíblia missionária, estudo bíblico para o instrutor, estudo bíblico “Ouvindo a voz de Deus”, estudo bíblico “O Grande Conflito”, revista “Enriquecendo o estudo bíblico”, ficha para cadastro e caneta.

O líder do Ministério Pessoal da Associação Espírito Santense e organizador do evento, pastor Antônio Júnio, destacou que os participantes se tornarão parte de um grande grupo de missionários, preparados e equipados para cumprir a missão. “ Irão aprender como fazer amigos para Jesus e como fazer apelos para leva-los à decisão”, explica.

Colheita

E já está marcado o reencontro destas duplas, que será no dia 26 de junho, quando as mesmas serão avaliadas e celebrarão os resultados através de testemunhos e batismos. No ano passado, cerca de 2.600 pessoas participaram do projeto.

Batismo Dupla Missionária

Adenilsom foi batizado na Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Jaguaré, região de Linhares, norte capixaba

Uma delas, o funcionário público Reginaldo Pinto Ferrari, morador de Linhares. Ele e o amigo Adenilsom Costa, que não era adventista, fizeram uma dupla e alcançaram o batismo de seis pessoas. Entre elas, o próprio Adenilson e o filho. “Essa é uma experiência sem igual. Ajudar as pessoas a alcançar a Cristo não tem preço. Já tive outras experiências de vida com trabalho missionário, mas nunca vi a forma que Deus age na vida das pessoas. O diferencial nesta forma de evangelismo é que todos os que batizam vêm por convicção, não somente por emoção”, explicou Reginaldo. [Equipe ASN, Ayanne Karoline]

 

 

 

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox