Notícias Adventistas

Supermissão faz de Salvador a capital da solidariedade

Projeto intitulado Supermissão está revolucionando ações jovens no Nordeste do Brasil.

18 de julho de 2014

Untitled-2 Salvador, Bahia … [ASN] O que você seria capaz de enfrentar para fazer o bem às pessoas? Para a juventude adventista da Bahia e Sergipe (União Leste Brasileira) não existem empecilhos. Nem mesmo a chuva, logo cedo, foi capaz de desanimar a galera de super voluntários.

Do extremo sul baiano até ao norte sergipano, milhares de caravanas chegaram de vários lugares para movimentar a cidade de Salvador. Mias de cinco mil jovens, todos animadíssimos, participaram do grande projeto social Dia de Fazer o Bem.

Super voluntários

Quando  o sol voltou a brilhar na capital brasileira da capoeira, o ânimo na super missão do bem só fez aumentar. Os voluntários são pessoas de todas as idades e de vários sotaques, mas o objetivo é o mesmo: compaixão e solidariedade. A ideia é começar a viver o evangelho na prática, como estilo de vida, de um jeito super simples e muito animado.

Os projetos sociais Dia de Fazer o Bem, Geração 148 e Vida por Vidas ocorreram em ações simultâneas por toda a Salvador e região metropolitana: doação de sangue, cadastro de medula óssea, limpeza e reforma de casas, atendimento médico, distribuição de água mineral, livros, coleta de lixo em praias entre outras ações. Um grupo de voluntários que veio da Universidade Adventista de Washington, USA, também está em Salvador, há cerca de 10 dias, ajudando na construção de uma casa,  no bairro Boqueirão. De acordo com a jovem economista Renata Máximo, coordenadora do grupo de voluntários construtores, a casa era de um cômodo, onde morava uma família de 6 pessoas.

“Tudo começou na Missão Calebe, em janeiro. Fazendo ações na comunidade, a gente perguntou pra essa mãe, que não é de família adventista, qual era o sonho dela. Ela disse que o sonho era ver a casa dela construída. Eles moravam em um cômodo de madeira, sem estrutura, e dormiam seis pessoas numa cama de casal. Nós mobilizamos alguns irmãos da igreja da Pituba e do Boqueirão, e iniciamos a construção da casa deles, batemos laje porque é muito pequeno o cômodo”, contou a Renata. Ela ainda acrescenta: “Nós seguimos o exemplo de Jesus, porque Ele não escolhia fazer o bem apenas para alguns, Ele fazia o bem a todos”.

 

Liberdade

No bairro da Liberdade, caravanas se juntaram para reformar as casas de quatro famílias, incluindo a da professora Maridélia Santos de Souza, a maior beneficiada com essa ação dos voluntários. A casa dela não passava por uma reforma havia mais de 30 anos. A estrutura é, praticamente, a mesma desde que foi construída, em 1930. E foi justamente a história e a idade da construção que levou a equipe de jovens a se dedicar a uma boa reforma no local. “Essa era uma coisa que eu já vinha querendo realizar, e eu ainda não tive condições para fazer isso. E quando bateram na minha porta, fazendo essa proposta, eu gostei. E todos estão trabalhando com boa vontade,” disse Maridélia. Ela lembra que o mais importante é fazer o bem, mesmo sem receber nada em troca. “Esse é um trabalho que nós fazemos pelo que nós aprendemos de Jesus”, acrescentou a professora.

Felipe Souza, também professor, foi o anfitrião das caravanas na Liberdade e dirige o Ministério Jovem da igreja local. Ele contou, emocionado, sobre a realização do projeto juntamente com os jovens de Alagoinhas, Feira, Chapada Diamantina e da própria comunidade. “Nós precisamos tirar um tempo para fazer o bem para as pessoas. Não só um dia ou dois. Nós passamos 365 dias, muitas vezes só pensado em nossos trabalhos,  e é bom a gente fazer a obra para outras pessoas também”, disse Felipe.

O recado que fica é de apelo a todos os cristãos, para viverem a vida que Cristo espera que Seus filhos vivam – de desapego – deixando o egoísmo de lado e vivendo mais para as pessoas que nos cercam. Como disse a Maridélia Souza, “é preciso fazer o bem sem esperar nada em troca”.  Até domingo, mais de 10 mil voluntários estarão espalhados por  toda a Salvador, compartilhando vida, solidariedade, alegria e, principalmente, a compaixão. [Equipe ASN, Elisângela Bispo]

Veja outras imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox