Notícias Adventistas

Simpósio leva informação e novas ideias para empreendedores cariocas

Encontro realizado em Duque de Caxias mostrou alternativas de renda extra para os participantes.

22 de fevereiro de 2017

Palestras e work shops levaram ideias e orientação para os empreendedores.

Duque de Caxias, RJ… [ASN] Desde 2010, quando o Brasil entrou num processo de crescimento econômico, sucedido por uma forte recessão, o setor de empreendedorismo tem desfrutado de uma alavancada vertiginosa. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), entre 2004 e 2014, o número de empreendedores brasileiros aumentou 23%, revelando que mais de 34% dos brasileiros em idade adulta estão trabalhando por conta própria.

Outro item da pesquisa também revelou que metade desses novos empreendedores abriu seu próprio negocio nos últimos três anos, justamente o período mais amargo da crise. No entanto, o levantamento não revela um mar de rosas. Grande parte desses novos autônomos é formada por pessoas que perderam seus empregos e usaram o dinheiro recebido para não ficar parado.

Preocupada com essa mudança de perfil profissional e com o bem-estar dos fiéis, o escritório que administra a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) no Rio de Janeiro realizou, no último domingo, o Simpósio de Empreendedorismo. Um encontro que reuniu microempresários, autônomos e pessoas que sentem o desejo de trabalhar por conta própria. Além disso, eles conheceram histórias de sucesso de participantes que entraram nesse mercado e obtiveram sucesso.

Encontro reuniu profissionais autônomos em Duque de Caxias.

Durante toda manhã os participantes assistiram palestras e work shops no auditório do Colégio Adventista de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. “Este é um encontro de empreendedores e de geração de renda. Essa é a nossa proposta. Ajudar nossos irmãos nos seus negócios pessoais. Além disso, queremos ajudá-los a saírem tanto da informalidade como da própria situação do desemprego”, explica o pastor Leonardo Pombo, diretor financeiro da IASD no Rio.

A falta de tempo para se dedicar a projetos pessoais também leva inúmeras pessoas à busca pela autonomia no mercado de trabalho. Como foi o caso de Leandro Lessa. Ele, que havia trabalhado em uma empresa de gerenciamento de resíduos, sentia a necessidade de se dedicar mais a sua própria vida espiritual. “Eu fiz um propósito com Deus na qual eu queria ser autônomo e poder dedicar mais tempo para Ele. Hoje eu mesmo faço meus horários e até tenho uma renda superior a que eu tinha quando era funcionário. Assim, eu também pude me dedicar a um outro mercado, que é o marketing multimídia”, relata.

Mesmo se considerando um empreendedor de sucesso, Lessa não hesitou em participar do encontro que tinha como foco transmitir dicas e orientações para quem está entrando nesse mercado. Ele afirma que ter o próprio negócio é fruto de um aprendizado diário. Além disso, ele também elogia a iniciativa da igreja em promover um encontro como esse. “Aprender é sempre bom. Aqui nesse simpósio eu estou assimilando novas ideias sobre organização, tempo e da relação entre o trabalho pessoal e o profissional. Outra coisa que me chamou atenção foi a iniciativa da igreja de se preocupar com o bem estar do fiel, mostrando meios dele ter uma renda extra. Isso é muito bom”, elogia.

O pastor Leonardo Pombo explica que essa é também uma preocupação constante da Igreja Adventista. Segundo ele, o bem estar na vida pessoal e material também influencia na vida espiritual da pessoa. “Um família que está desestruturada financeiramente, com membros desempregados ou que não está conseguindo saldar suas dívidas, com certeza terá sua vida emocional e espiritual afetada. Por isso que a igreja tá se preocupando em tentar ajudar de forma completa as famílias”, ressalta. [Equipe ASN, Douglas Pessoa]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox