Notícias Adventistas

Serviços gratuitos de saúde e assistência social são oferecidos à comunidade

17 de novembro de 2015

São Paulo, SP…[ASN] No último domingo, 15 de novembro, aconteceu mais uma edição do Mutirão da Cidadania, programa de incentivo à saúde e apoio à comunidade. A iniciativa voluntária contou com mais de 100 profissionais que prestaram atendimentos em diversas áreas a cerca de 2 mil pessoas.

Mais de 15 serviços gratuitos, entre eles consulta a psicólogos, advogados, Clínico Geral, limpeza de ouvido, cabeleireiro, esteticista, massagista, entre outras especialidades foram oferecidas aos participantes. “Todo ano nos programamos para efetivar a ação. O objetivo é que todos possam ser beneficiados. A escolha dos serviços também tem a ajuda dos moradores”, assegura Renato Passos, organizador da ação.

Ao passar pelo oftalmologista, a aposentada Cleonice Lima Trindade descobriu que faz parte de uma estatística. Ela está entre os 38 milhões de brasileiros que têm presbiopia – perda da capacidade de focalizar objetos muito próximos ou distantes. “Por ser diabética, a Cleonice precisa de acompanhamento especial”, orienta o optometrista Leandro de Almeida.

Uma das áreas que chamou a atenção da dona de casa Viviane de Souza Mota, foi o serviço odontológico. “Minha filha precisa usar aparelho urgente, mas os orçamentos são muito caros. Sem condição para nós. Passamos no dentista aqui, e ele nos deu o encaminhamento para que ela fizesse uma avaliação e um tratamento que cabe no bolso. Espero que dê certo”.

Testes de diabetes e verificação de pressão arterial foram um dos setores mais procurados. Simone Rodrigues tem apenas 32 anos de idade e é hipertensa. “Já teve situações de ir para o pronto-socorro por conta da pressão alta. Sou sedentária, mas preciso criar coragem e mudar meu estilo de vida. Recebi diversas orientações aqui e vou procurar ajuda”, garante.

Otimismo em meio à crise

Durante o evento, foi disponibilizada uma unidade móvel do Posto de Atendimento ao Trabalhador, PAT. Além de emissão de carteira de trabalho e elaboração de currículo, centenas de pessoas interessadas em se recolocar no mercado de trabalho preencheram cadastros para serem encaminhadas a vagas de emprego.

Sérgio Ricardo foi um dos interessados. O contador que está desempregado há 10 meses se sentiu otimista com a possibilidade de uma nova contratação. “Com a crise fui demitido. Agora fiz a inscrição e na terça–feira vou fazer a entrevista. Estou torcendo para dar certo”, comenta.

Viviane Aires é autônoma e estudante de Nutrição, mas sonha com a oportunidade de ser registrada. “Sou esteticista e babá folguista. Mas confesso que estou à procura de estabilidade. Fiquei muito feliz quando soube que o PAT estaria aqui. Esta é uma forma de preocupação com a classe pobre que busca um espaço no mercado de trabalho”, confessa.

Casamento no Civil

Há alguns anos, o mutirão da cidadania, com o apoio do Cartório de Registro Civil da região Sul da capital, realiza inscrições para casamentos no Civil. A intenção é ajudar homens e mulheres a realizarem o sonho perante as leis civis.

Normalmente, a cerimônia coletiva acontece na igreja e inclui ornamentação. Para 2016, foram realizadas centenas de inscrições.

Novidade para 2015

Unidade itinerante de fisioterapia foi uma das novidades do evento.

Unidade itinerante de fisioterapia foi a novidade do evento que aconteceu na zona Sul de São Paulo

A novidade este ano foi a fisioterapia itinerante, uma clínica de atendimento fisioterápico sobre rodas. Quem foi uma das primeiras a utilizar o serviço, foi a auxiliar de limpeza, Ivanete Rocha de Macedo. “Acordo muito cedo para trabalhar e chego tarde. Minha rotina é muito puxada e estressante. Por isso, sinto muita dor no corpo, nas pernas. Agora estou bem melhor. As fisioterapeutas aqui são maravilhosas. O bom é que aqui não só fazemos exercícios, mas somos incentivados a cuidar da saúde”, afirma.

Parceiros

Em parceria com a ASA- Ação Solidária Adventista, o Mutirão da Cidadania tem o apoio do Colégio Adventista da Alvorada que acontece em uma região carente na zona Sul de São Paulo. “Cada ano tentamos fazer com que a ação alcance mais pessoas. Incluímos mais colaboradores e serviços também. Além dos serviços, distribuímos literaturas de cunho cristão, uma forma de evangelizar. A intenção é para os próximos anos expandir a ação em outros bairros também”, explica Walkiria Passos, coordenadora do programa.

Sandra Rodrigues é gerente de uma rede de farmácia e ficou responsável pela área de verificação de pressão. Voluntária há dois anos, ela afirma que o trabalho que realiza é um caminho de via dupla, além de ajudar a comunidade, a torna uma pessoa melhor. “Não estamos aqui somente para atender, mas para amar e servir os outros. Às vezes percebo que um sorriso e um bom atendimento fazem total diferença”, certifica. [Equipe ASN, Danúbia França]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox