Notícias Adventistas

Pastores são homenageados pelo tempo de trabalho na igreja

Eles cumpriram 35 anos de trabalho para a igreja e este ano estão finalizando sua carreira. Mas o ministério não acaba aqui

20 de setembro de 2018

Por Jenny Vieira

Terminou hoje o Concílio de pastores da região Centro-Oeste do Brasil. São 300 que estão espalhados pelas igrejas dos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal. Eles estiveram reunidos em Brasília, desde segunda-feira, 17, para realizarem o planejamento e alinharem as novas metas para 2019.

Da esquerda para a direita, os pastores Isaac Veloso (ABC), Manoel Barbosa (ABC), Erasmo Santos Filho (HAP – ASM), Hill Deor Martins (Aplac), Jaire de Oliveira (Aplac), Joaquim Silva (Aplac), Carlos de Oliveira (Aplac), que estão em seu último ano como pastores oficiais da igreja. Foto: George Rocha

Um dos momentos marcantes do encontro foi a homenagem feita a sete pastores que estão em seu último ano de trabalho. Eles estão em fase de jubilação, que é a aposentadoria de quem trabalha para a igreja, e, por isso, foram homenageados, recebendo uma medalha e uma placa em forma de agradecimento da igreja pelo trabalho realizado nos últimos 35 anos. “Pra mim, é um privilégio chegar a esse momento. É um senso de dever cumprido. Estou reafirmando o meu compromisso de estar no céu com a minha família e membros das igrejas que pastoreei”, refletiu o pastor Jaire de Oliveira, que exerceu seu ministério na região do Planalto Central (Aplac). Na cerimônia, o pastor Erton Köhler, líder da igreja para toda a América do Sul, lembrou a todos de que a jubilação chega, mas o ministério continua até a volta de Cristo”. Oliveira concordou e disse que não quer parar por aqui. “Continuarei servindo à igreja, dando estudos Bíblicos, e sendo útil onde precisarem”, afirmou.

Como oradores do evento, também estiveram presentes  o pastor Lucas Alves, ministerial associado para a Igreja Adventista na América do Sul, pastor Adolfo Suárez, reitor do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (SALT), o neurocientista Billy Nascimento e outros.

Foi estabelecido o planejamento para 2019, com todos os pastores das igrejas e dos campos administrativos

O concílio de pastores acontece a cada cinco anos. “Nós reunimos todos os pastores da Ucob para celebrar e planejar o futuro da igreja. Neste, especificamente, estamos aqui para lançar o conceito do #Juntos, que é o projeto para 2019. Nosso objetivo é que pais e filhos estejam juntos no discipulado, os membros da igreja estejam adorando juntos e todos juntos em missão”, explicou o pastor Alijofran Brandão, líder da igreja no Centro-Oeste.

Leia também:

Líderes adventistas lançam campanha #Juntos para 2019

Eles foram divididos em grupos para discussão do que realmente importa para as novas gerações

Para os participantes, o conteúdo do evento chamou atenção. “O que eu mais estou achando interessante é a ênfase nos pais discipulando os filhos. Vou levar isso e muito mais pra minha igreja”, comentou o pastor Wanderson Silva, de Araguaína – TO.

Durante o evento, os pastores tiveram oportunidade de se dividir em grupos e discutirem ideias para atraírem as novas gerações.
A mensagem que ficou é de que as novas gerações não precisam apenas de um ambiente renovado e moderno. O mais importante é que a liderança da igreja se coloque à disposição dos mais novos. Que a igreja seja aberta para eles, para que a adoração seja feita por todos.

“Sejam pastores relevantes, que fazem a diferença na sua igreja e que não são carregados por ela”, ressaltou o pastor Erton Köhler

O pastor Erton Köhler fechou o programa, animando e conduzindo todos os pastores a um apelo espiritual. Ele incentivou a todos os presentes a trabalharem com paixão e entregarem sua vida ao ministério. “Sejam pastores relevantes, que fazem a diferença na sua igreja e que não são carregados por ela”, ressaltou.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox