Notícias Adventistas

Pastores que atuam no nordeste renovam votos matrimoniais durante concílio

Desequilíbrio na família é um dos maiores desafios do ministério pastoral

Por Lucas Rocha 16 de junho de 2019

Pastores puderam reforçar votos matrimoniais durante concílio

Na noite deste sábado, 15 de junho, cerca de 300 pastores adventistas que atuam em seis estados do nordeste brasileiro renovaram os votos do matrimônio. A cerimônia, que aconteceu durante o concílio que reuniu pastores e suas respectivas esposas durante cinco dias na região metropolitana de Recife, marcou a busca pela harmonia em quatro diferentes aspectos do ministério pastoral, sendo a família um dos mais desafiadores. Estima-se que uma a cada três pessoas que deixam o ministério pastoral tenham desequilíbrio na família. As outras três áreas trabalhadas durante o encontro foram o desenvolvimento pessoal, relacionamento com a igreja e o esforço evangelístico para apresentar a mensagem da Bíblia a quem ainda não a conhece.

 

Durante os cinco dias de reunião, os casais pastorais ouviram especialistas dessas quatro diferentes áreas. O presidente da Igreja Adventista para seis estados nordestinos, pastor Moisés Moacir explicou a importância de oferecer treinamento e capacitação não apenas para os pastores, como também para as esposas de pastor, já que elas também fazem parte do ministério pastoral. “Trouxemos o casal ministerial para abordarmos as faces dessa função especial para que tenhamos no nordeste um ministério mais forte, profícuo e eficiente para o avanço do reino”.

Família é um dos principais desafios do ministério pastoral

Foram inúmeras orientações apresentadas por especialistas ao longo do evento. Temas como finanças pessoais, relacionamento com os filhos e distúrbios psicossomáticos foram alternados com instruções sobre Pequenos Grupos, discipulado, criação de novas igrejas e comunidades adventistas, coordenação de comissões de Igreja – temas voltados para o relacionamento com a igreja – deram a dimensão que a responsabilidade de um pastor extrapola o púlpito nos momentos do culto. “Quando o pastor encontra o equilíbrio nessas quatro frentes, ele desenvolve um ministério integral, holístico e completo. A Igreja tem múltiplas necessidades, e quando o pastor tem esse ministério equilibrado, ele pode atender a essas múltiplas necessidades” explicou o pastor Everon Donato, secretário executivo da Igreja Adventista em seis estados do nordeste brasileiro.

 

Ênfase na família

 

Recentemente, os adventistas tem elaborado materiais e feito campanhas com a ênfase na família. O atual guia trimestral de estudos da Bíblia é sobre Família; A campanha de entrega de livros do Impacto Esperança este ano teve como tema a Família. Seguindo a tendência, dentre as quatro diferentes faces do ministério pastoral abordadas durante o Concílio, o aspecto familiar foi o que mais recebeu destaque. “A família sempre foi o maior desafio de todos, inclusive dos pastores. O mal sabe que para destruir uma pessoa, o melhor é começar pela família. E no caso dos pastores esse ataque é muito mais intenso, já que eles são líderes de igrejas” argumenta Alacy Barbosa, líder para a área de Família da Igreja Adventista em oito-países sul-americanos. Ele foi o único especialista convidado que permaneceu durante os cinco dias do evento.

Um dos grandes momentos do programa foi a renovação dos votos matrimoniais, conduzido pelo pastor Alacy. Após orientações tanto para os pastores como para as esposas, os casais ministeriais ouviram uma mensagem gravada pelos filhos. Em seguida, cada pastor recebeu uma rosa que seria entregue para a companheira, enquanto casa esposa recebeu uma flor que seria colocada no bolso do terno do cônjuge. Muitos casais se emocionaram. Para a liderança da Igreja Adventista, a reafirmação de valores e compromissos pelo casal pastoral influencia diretamente na atuação do pastor nas igrejas. “Quando nós olhamos para o pastor como um todo, pensando nele, na família, no ministério e também na missão, nós criamos as ferramentas adequadas para que ele cuide da Igreja como deve cuidar, para que ele tenha saúde emocional, para que a sua família seja um apoio no ministério e aí, tudo isso junto, cumpre a missão de maneira mais eficiente”, argumentou o pastor Erton Köhler, líder da Igreja Adventista para oito países sul-americanos.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox