Notícias Adventistas

Eventos

Pastor é homenageado após encerrar período de 35 anos de trabalho ministerial

David Sabino agora faz parte do rol de pastores aposentados na Igreja Adventista


  • Compartilhar:

Os olhos curiosos do pequeno David, de 6 anos, morador de Goianésia, Goiás, chamavam a atenção dos pastores que pregavam na igreja adventista da pequena cidade do interior do estado goiano.

Sentado em um banco de madeira, na pequena igreja da localidade, enquanto ouvia a música "Jubilosos te adoramos", do Hinário Adventista, o pequeno se inspirava através dos líderes que explanavam a palavra de Deus. Com desejo ardente no coração, o pequeno menino carregava uma certeza: seria pastor quando crescesse. “Quando eu olhava para os pastores, parece que Deus me dizia: 'Eu quero que você seja como eles'”, conta, David Sabino de Souza. Hoje, após 55 anos desde que este episódio aconteceu, ele complementa: “Foi assim que nasceu o desejo de ser um pastor”.

Na última semana, durante um concílio pastoral, depois de 36 anos de ministério, o pastor David Souza, hoje aos 61 anos, participou com sua esposa de uma cerimônia de jubilação cercada de emoção, que contou com a participação de pastores e líderes da Igreja Adventista que atuam em Brasília e Entorno.

A jubilação é um termo usado quando um pastor adventista se aposenta. Na ocasião, o pastor David e sua esposa Déia foram homenageados e condecorados pelos serviços prestados à Igreja e a sociedade nas últimas décadas. “Durante todos esses anos, o que mais marcou minha vida foram as histórias de mudanças e transformação de vidas”, garante David.

Durante sua vida ministerial, David foi pastor em diversos lugares do Brasil e foi líder em sedes administrativas da Igreja Adventista. “As histórias de passagens por esses lugares, a cada momento, acrescentou algo novo ao meu trabalho. Sempre procurei oferecer o melhor para Deus, em gratidão por tudo o que Ele fez por minha família”, conta.

A esposa Déia, como é carinhosamente chamada, com um olhar de emoção, expressa que um dos maiores desafios do ministério pastoral foi a adaptação a novas comunidades devido às frequentes mudanças. “Passamos por muitas igrejas, escritórios, e todas as vezes precisávamos nos adaptar. Mas Deus é generoso, sempre nos amparou. Hoje, o sentimento é de profunda gratidão a Deus por servi-Lo. E ao olhar para trás, vemos que Deus nos guiou o tempo todo. Isso é espetacular", compartilha.

Um dos participantes da cerimônia foi o pastor Hugo Rodrigues, que está iniciando o ministério pastoral. Assim como David, Hugo também sentiu o desejo de ser pastor ainda criança. “Fui ovelha do pastor David em Sobradinho, Distrito Federal. "Na época eu tinha 6 anos de idade. Ele me marcou muito. Com certeza teve muita influência na minha decisão. A gente se inspira nesses homens de Deus. Busco nestes ministérios o que têm de melhor, para que eu possa, um dia, concluir o meu”, ressalta Hugo.

O pastor jubilado garante que seu ministério não acabará com o recebimento do título de aposentadoria. “Na Bíblia encontramos diversas histórias de homens que serviram a Deus mesmo em idade avançada, como Abraão, Sara, entre outros”, enfatiza.

Para David, a sensação é que existe muito mais a se fazer. “Tenho profunda gratidão a Deus pela oportunidade que tive de ser e continuar sendo um pastor. Os chamados (convite para atuar em outro local) acabaram, mas a missão continua”, conclui, emocionado.

Ordenação e Jubilação

Cerimônias solenes

A ordenação e a jubilação são momentos de muita expectativa para os pastores. A primeira é a confirmação do chamado para o ministério pastoral, quando o pastor recebe autorização para desempenhar todas as funções de um pastor ordenado. Já a segunda marca a despedida de uma trajetória de dedicação e empenho no dever de guiar para a eternidade.

Passado o período mínimo de 35 anos de atividades ministeriais, o pastor passa pela Cerimônia de Jubilação, que marca a conclusão das atividades pastorais de forma prática, passando este a pertencer ao rol de pastores da Divisão Sul-Americana, sede administrativa da Igreja Adventista para os países sul-americanos.

Veja a biografia do pastor David Sabino:

David P. Sabino de Souza, nascido a 02 de novembro de 1961, na cidade de Goianésia-Go.
Cursou teologia no IAE (Unasp I), concluindo o curso em 1985 e mestrado no Unasp II em 1997.

Começou seu trabalho em 1986, na cidade de Jataí-Go como distrital, indo no ano seguinte pastorear por quatro anos o distrito de Asa Norte, em Brasília-DF.

A seguir pastoreou:

  • O Colégio IABC e cidades vizinhas
  • Distrito de Sobradinho que em seu ministério foi o maior em extensão. O território ia de Sobradinho até Taguatinga do Tocantins, pouco mais de 500 km.
  • Distrito do Guará
  • Departamental na Aplac
    • Mordomia Cristã
    • Ministério Pessoal, Escola Sabatina e Família.
  • Ucob-Evangelista, MIPES, Mordomia.
  • Presidente da Associação Brasil Central-Goiânia-GO
  • De volta a Ucob
  • Distrital na capital de São Paulo na Assoc. Paulista Leste
  • Distrito dos Lagos, no DF

    Casado com a Profa. Deia Sabino, pedagoga. Tem dois filhos: David Júnior e Denner Sabino.