Notícias Adventistas

Mordomia como estilo de vida é tema de encontro em Montes Claros

Mais do que informações técnicas foi priorizado e focado a importância da parte espiritual de cada líder

Por Samuel Nunes

Para Valber Ander Dias, Oficial de Justiça há 13 anos, mordomia cristã deve ser vista como um estilo de vida. Como servidor público ele lembra que alguns elementos devem ser aplicados a sua atividade como, os princípios da legalidade, eficiência, moralidade e da transparência.

Ele não esconde sua alegria em liderar o Ministério de Mordomia da igreja adventista em Janaúba e de ter viajado aproximadamente 2h para participar do encontro realizado com líderes desta área e de Tesouraria de igrejas neste sábado, 28 de abril, em um auditório de eventos em Montes Claros.

Valber Ander Dias: Na função procuro me guiar pelos princípios da administração pública, tais como o da moralidade, da legalidade e da eficiência

“Procuro ainda na função me guiar pelos princípios da administração pública, tais como o da moralidade, da legalidade e da eficiência e prestar a cortesia e ética cristã às pessoas com quem tenho contato na profissão. Por fim confortando com palavras de esperança àqueles que são afetados socialmente pelas decisões judiciais penalizadoras”, explica.

Na concepção de Moises Soares que atua no ministério de mordomia em uma das igrejas adventistas em Montes Claros, participar de um encontro com palestras “tão enriquecedoras é de suma importância, pois possibilita está em sintonia com o planejamento da Igreja Adventista no âmbito não somente regional, mas mundial”.

Ele ressalta ainda a relevância de participar destes treinamentos, uma vez que os líderes recebem conteúdos que posteriormente são transmitidos para os demais fieis das igrejas.

“Além de conhecermos um pouco mais da estrutura organizacional da nossa igreja saímos animados e dispostos a levar o evangelho a todo mundo na nossa geração”, garante Moises.

Foco

Neste encontro foi abordado de maneira pontual, pelo pastor Eduardo Ascênsio, líder de Mordomia da USeb- União Sudeste Brasileira, a necessidade de se trabalhar de forma a levar a igreja cada vez mais a fidelidade.

Eduardo Ascêncio: Esses encontros são fundamentais para o bom andamento da igreja.

“Esses encontros são fundamentais para o bom andamento da igreja. O nosso foco é levar a igreja a fidelidade. É bom salientar que nós não lidamos com números, na Igreja Adventista cada número tem um nome. Lidamos e cuidamos das pessoas”, afirma pastor Eduardo.

Pastor Volnei Porto, líder de Tesouraria da USeB, destaca o trabalho classificado por ele como “extraordinário e grandioso e feito pelos tesoureiros nas suas respectivas igrejas”. Ele salienta que este trabalho é regular, silencioso e feito de maneira voluntária e de extrema relevância para o bom andamento da igreja.

Diferencial

Já Elias Dias, administrador financeiro da Igreja Adventista para as regiões Norte e Noroeste de MG, elogia o trabalho realizado pelos tesoureiros e diretores de mordomia.

“O grande diferencial do encontro realizado foi o fato de estarmos mais perto da liderança. Estando mais próximos dos líderes reconhecemos a capacidade, liderança e a importância do sistema representativo da igreja”, frisa Dias.

Pastor Felipe Andrade, líder de Mordomia para o Norte e Noroeste de MG, explica que nesse encontro mais do que informações técnicas foi priorizado e focado a importância da parte espiritual de cada líder, “que este tenha a mordomia como um estilo de vida”.

“Nós queremos dar aos nossos diretores de Mordomia e Tesoureiros algo além de informações técnicas a respeito do trabalho importante que eles realizam com as finanças. Que tenham a mordomia em todas as áreas da vida, seja profissional, na família, trabalho”, afirma Andrade.

O encontro contou com a participação do grupo musical Músivoz.

Fotos: Jobert Jamis e Raissa Persan

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox