Notícias Adventistas

Mini cidade é montada em Uberlândia para acampamento de adolescentes

15 de outubro de 2015
Campori recebe dois mil participantes (Foto: Prefeitura de Uberlândia)

Campori recebe dois mil participantes (Foto: Prefeitura de Uberlândia)

Uberlândia, MG… [ASN] Começou na última quarta-feira (14) e vai até o domingo (18), em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, um acampamento de adolescentes com infraestrutura de mini cidade. O Campori, como é chamado o acampamento, recebe dois mil jovens com idades a partir de 10 anos. Supervisionados por adultos, eles se aventuram a dormir em barracas e participam de gincanas e atividades esportivas.

Prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, prestigia abertura do evento (Foto: Prefeitura de Uberlândia)

Prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, prestigia abertura do evento (Foto: Prefeitura de Uberlândia)

O prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, participou da abertura do evento, na quarta-feira à noite, e agradeceu aos organizadores pela escolha da cidade para sediar o Campori. “Estou muito feliz em ver essas crianças, esses adolescentes com a preocupação de crescer comprometidos em melhorar a vida o outro”, comenta o prefeito que admira o trabalho social realizado pela Igreja Adventista na cidade. “A prefeitura sozinha não daria conta de enfrentar todos os problemas que a cidade tem. E a Igreja vem suprir essas carências, chegando onde a gente muitas vezes tem mais dificuldade de chegar, porque ela [a Igreja] tem contato diário e permanente com as pessoas. E nós só temos que agradecer por esta parceria”, afirma o prefeito Gilmar Machado.

A estudante Tamara Alexandra, de 15 anos, viajou 180 km de Araxá (MG) até Uberlândia para participar do Campori. “É muita gente, então estou bastante animada. Vou fazer novos amigos”, declara a adolescente. Para ela, o Clube de Desbravadores exerce função especial na formação como cidadã. “A gente desenvolve valores humanos, aprender a trabalhar em equipe e respeitar os mais velhos”, explica.

Equipe de reportagem do jornal Correio de Uberlândia compareceu ao evento

Equipe de reportagem do jornal Correio de Uberlândia compareceu ao evento

No Campori, os adolescentes participam de gincanas, concurso de fanfarras e de ordem unida. Mas, para que todos tenham energia suficiente para se divertir e aprender, existe uma equipe de voluntários que atua nos bastidores cuidando dos detalhes para que o acampamento funcione. Uma dessas pessoas é a costureira Nalva Batista que há 20 anos troca voluntariamente a máquina de costura pelo fogão em época de Campori. Nesta edição do evento ela esta responsável por preparar refeições para 140 pessoas. “Acordamos às 5h. Nessa última noite fomos dormir às 2h da madrugada”, afirma a voluntária.

NÃO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA – No sábado (17), os participantes do acampamento realizam uma passeata no centro da cidade, junto aos fieis da Igreja Adventista de Uberlândia. O objetivo é alertar à sociedade sobre o abuso e a violência doméstica por meio de faixas, carro de som e distribuição de material informativo. Ao todo, 2,5 mil pessoas participam da passeata. A concentração está marcada para às 8h30 na Praça Sérgio Pacheco. O grupo segue pela Avenida João Naves de Ávila, Avenida Floriano Peixoto, Rua Santos Dumont, Avenida Afonso Pena, Avenida João Pessoa e, por volta das 11h, retorna a Praça Sérgio Pacheco.

Este slideshow necessita de JavaScript.

COMPANHEIRISMO – As crianças podem participar do Clube de Desbravadores ao completar 10 anos. Não é preciso ser membro da Igreja Adventista. O clube promove encontros semanais, geralmente aos domingos. As atividades abrangem programas culturais, de recreação e projetos comunitários, a exemplo de arrecadação de alimentos para comunidades carentes e limpeza de praças públicas. O objetivo é promover integração e desenvolver os aspectos físico, social e emocional dos jovens. Na região central do estado e no Triângulo existem aproximadamente cem Clubes de Desbravadores cadastrados. [Equipe ASN, Fernanda Beatriz]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox