Notícias Adventistas

Líderes paulistas celebram apoio dos fiéis durante a pandemia

Durante a pandemia muitos projetos foram pausados, mas novos projetos e muitas adaptações foram motivos de gratidão para os líderes em São Paulo.

Por Késia Andrade 19 de novembro de 2020

O isolamento social foi um motivo de preocupação para as igrejas paulistas, mas rapidamente os ministérios ajustaram da melhor forma possível suas atividades semanais. Como resultado do trabalho dos fiéis paulistas, mais de 8 mil pessoas foram batizadas durante a pandemia e o projeto reencontro obteve um crescimento de 22% de retorno de pessoas para igreja em São Paulo. “É um momento de muita oração pelos desafios e também de gratidão pelas bênçãos”, afirma Maurício Lima líder da igreja adventista para o estado de São Paulo. 

A dedicação e criatividade dos voluntários responsáveis pelas finanças das igrejas locais, ajudou para que igreja fosse mantida durante esse período de isolamento social. O diretor financeiro Edson Medeiros celebra “fiquei feliz e emocionado com a fidelidade dos nossos membros e do compromisso com a igreja”. A igreja respeitou as orientações das autoridades de saúde e mesmo assim fez o possível para dar estudos bíblicos e auxiliar as pessoas em situação de risco.

Leia também:

Projetos digitais com resultados reais

Muitas reuniões e treinamentos foram realizados por meios digitais, unindo mulheres, idosos, jovens, crianças, estudantes e pastores que com suporte da liderança moveram a igreja e seus projetos. E devido esse envolvimento e dedicação alguns dos resultados são percebidos através números 196.383 mil cestas básicas foram distribuídas, somando quase 3 toneladas de alimentos. Mais de 7 mil pessoas foram atendidas como resultado do projeto Ouvido Amigo, onde psicólogos voluntários atenderam por meio de uma plataforma especializada. 

Os jovens se mobilizaram para dar suporte nas lives de suas igrejas locais e 12 mil Calebes pregaram online e offline durante a pandemia. A campanha de doação de sangue abasteceu hospitais e 21.780 mil pessoas foram beneficiadas. “É importante que o jovem sirva a igreja e ajude todas áreas. E nesse momento sua habilidade com a tecnologia e sua força para dar suporte aos mais idosos foi uma benção” acrescenta o líder para os jovens paulista Ronaldo Arco. Todos os ministérios celebraram progresso dos projetos que foram possíveis realizar mesmo durante isolamento social,”É agora que nossa igreja mais precisa de nós”, diz pastor Edmilson Lima.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox