Notícias Adventistas

Liberdade Religiosa movimenta São José do Rio Preto

Simpósio de Liberdade Religiosa reuniu cerca de 1,2 mil pessoas. Autoridades civis e eclesiásticas prestigiaram o evento

Autoridade civis e religiosas receberam medalha "Paladinos da Liberdade" durante o evento

Autoridade civis e religiosas receberam medalha “Paladinos da Liberdade” durante o evento

São José do Rio Preto, SP… [ASN] Mais de 1,2 mil pessoas foram alcançadas pelo Simpósio de Liberdade Religiosa que aconteceu em São José do Rio Preto no sábado, 15 de outubro. Pela manhã diversas igrejas receberam pregadores que abordaram o tema de forma didática e espiritual.

No período da tarde representantes de todos os distritos da cidade se reuniram para uma programação dinâmica e esclarecedora, que contou com a participação especial do Quarteto Adventus, além de autoridades civis e religiosas da cidade. Entre eles, esteve o prefeito Valdomiro Lopes, que acompanhou com grande interesse todas as palestras. Diversos vereadores também participaram. Todos foram condecorados com a Medalha de Paladinos da Liberdade.

Pr. Acílio Alves Filho, líder da Igreja Adventista na região oeste do Estado de São Paulo (Associação Paulista Oeste), destacou que a defesa e promoção da liberdade religiosa é uma marca distintiva da Igreja Adventista do Sétimo Dia. “Nossa igreja preza pelo respeito a todas as religiões. A verdadeira liberdade religiosa consiste em respeitar, sobretudo àqueles dos quais discordamos”, observou.

Durante a palestra do Dr. Alcides Coimbra, líder de Liberdade Religiosa da Igreja Adventista no Estado de São Paulo (União Central Brasileira), foi destacada a importância da Liberdade Religiosa, para preservar o direito à liberdade de escolha e aos direitos humanos elementares, a liberdade de consciência e culto, proteger o direitos humanos individuais e coletivos, a liberdade de expressão de todas as comunidades religiosas e os benefícios para a democracia, para o País, toda a sociedade, inclusive para a Economia.

“Precisamos ter bem claros os conceitos sobre liberdade religiosa, sobretudo diferenciando-a do ecumenismo. Enquanto a primeira está ancorada no respeito e consideração pelos diferentes, o segundo busca um integração doutrinária através de pontos comuns, o que é contrário ao que a Bíblia ensina”, enfatizou Coimbra. A tônica do discurso do líder de Liberdade Religiosa foi o agradecimento a Deus pelas vitórias alcançadas nas questões de liberdade de crença nos últimos anos.

Para o professor Amarildo Martins, diretor de Liberdade Religiosa e Educação da Igreja Adventista no oeste Paulista, é notório o aumento do interesse dos adventista pelo tema da Liberdade Religiosa. “Simpósios como esse servem para a edificação da Igreja e proporcionam um relacionamento mais profundo com as autoridades constituídas e com a comunidade ao redor de nossas igrejas”, comentou.

A advogada Damaris Moura, presidente da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB-SP fez uma análise da liberdade religiosa no contexto das leis do país. “Encontros como esses são importantes por trazer informações práticas que os membros têm dificuldade de alcançar no dia a dia. Estou muito honrada e participar desse simpósio”, concluiu.

Samuel Gomes de Lima, presidente da Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania (ABLIRC), elogiou a liderança que a Igreja Adventista do Sétimo Dia exerce na promoção da liberdade religiosa. “Muitas autoridades e líderes religiosos de outras denominações têm se inspirado no exemplo da Igreja Adventista e demonstrado simpatia pelas demandas da comunidade adventista em função da forma isenta e respeitosa com que esse assunto é conduzido pela denominação”, finalizou. [Equipe ASN, Lucas Rocha]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox