Notícias Adventistas

Jovens são incentivados a serem voluntários no Oriente Médio e Norte da África

Há inclusive oportunidades de graduação no Oriente Médio e norte da África

11 de setembro de 2015

i-will-go-thumb-2Engenheiro Coelho, SP… [ASN] Os participantes da terceira edição do Congresso Internacional de Universitários Missionários Adventistas foram estimulados a serem voluntários nas regiões do Oriente Médio e norte da África. Durante as manhãs dos dias 10 e 11 de setembro, o secretário da Igreja Adventista nessas duas regiões explicou a cultura e os projetos desenvolvidos em países como Líbano, Qatar, Kuwait, Emirados Árabes Unidos e Egito.

Leia também:

Voluntário em campo de refugiados participa de congresso universitário

Jovem médico adventista realiza trabalho voluntário no Amazonas

Congresso reúne universitários voluntários adventistas de todo o mundo

Modelo trocou carreira internacional para ser professora voluntária na Micronésia

Secretário da Igreja Adventista no Oriente Médio e norte da África explica projetos voluntários existentes na região (Foto: Ellen Lopes)

Secretário da Igreja Adventista no Oriente Médio e norte da África explica projetos voluntários existentes na região (Foto: Ellen Lopes)

Ao todo, cerca de 500 milhões de pessoas de 20 países são beneficiadas pelos projetos desenvolvidos. Os voluntários realizam atividades em diversos segmentos, como educação, saúde, publicações, podendo cursar uma faculdade ou trabalhar em sua área de formação.

Requisitos

O Oriente Médio e o norte da África geralmente são associadas à guerras ou à intolerância religiosa contra cristãos. No entanto, o pastor Gunter Wallauer, Secretário Executivo da Igreja Adventista no Oriente Médio e norte da África explica que os voluntários não são colocados em risco. “Muitas vezes, as pessoas têm receio de ir para esta região por falta de informação, por não saber das oportunidades e da segurança”, afirma.

Para ser voluntário nesta localidade, é necessária fluência em inglês e francês, bem como interesse em aprender árabe. O pastor Wallauer explica que, além do idioma, é importante o desejo de ajudá-los. “Eles são muito especiais. Nós precisamos de pessoas com o desejo de ajudá-los, e que sejam comprometidas com sua fé”, ressalta.

Mais de mil jovens participam da terceira edição do I Will Go (Foto: Rodrigo Gorski)

Mais de mil jovens participam da terceira edição do I Will Go (Foto: Rodrigo Gorski)

I Will Go

Entre os dias 10 e 12 de setembro, cerca de 1,1 mil jovens participam da terceira edição do Congresso Internacional de Universitários Adventistas Missionários, popularmente conhecido como I Will Go (eu irei, em inglês) É a primeira vez que o Brasil sedia o evento, que neste ano recebeu participantes de 24 países diferentes. [Equipe ASN, Esthéfanie Vila Maior]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox