Notícias Adventistas

Segundo Campori do Oeste do Pará reúne mais de dois mil Desbravadores

9 de dezembro de 2014
O evento chamou a atenção da imprensa local.

O evento chamou a atenção da imprensa local.

Dos dias 3 a 6 de dezembro, a praia do Tapari, em Santarém, conhecida por suas belezas naturais, recebeu mais de dois mil Desbravadores que trouxeram um pouco mais de agitação ao local. O II Campori da região Oeste do Pará “A Marcha da Vitória” reuniu 65 clubes que montaram uma minicidade quase às margens do Rio Tapajós.

O pastor Laurentino Andrade, organizador do evento, explica que a administração da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) para o Oeste do Pará entendeu que já era hora de se realizar um evento deste porte em Santarém. Porém não foi fácil encontrar um ambiente adequado. “Procuramos em todas as praias, parques e não havia um local. Encontramos esta região com mata fechada ainda, onde há um restaurante. Conversamos com a proprietária e ela aceitou o desafio de fazer um bosqueamento sem cortar nenhum árvore, de forma que todos os Desbravadores acamparam na sombra”, conta.

Como músico, o cantor Jeferson Pillar diz que a paisagem lhe trouxe mais inspiração. “A escolha do local foi fantástica. A galera está em meio à natureza mesmo. Nós, que moramos no Sudeste, ainda não temos um local bem fechado e afastado. Também sou Desbravador, para mim está sendo um privilégio estar aqui”, afirma.

Uma passeata reuniu os desbravadores com os membros locais. Cerca de 2.500 pessoas saíram às ruas de Santarém anunciando a volta de Jesus.

Uma passeata reuniu os Desbravadores com os membros locais. Cerca de 2.500 pessoas saíram às ruas de Santarém anunciando a volta de Jesus.

Um dos atrativos do evento foi o santuário construído para que os adolescentes pudessem realmente imergir na temática do Campori baseada na peregrinação do povo de Israel até Canaã, a Terra Prometida. “Nesse meio tempo, Deus criou o Tabernáculo, uma maneira pedagógica de Deus para ensinar o plano da salvação e redenção. Ou seja, representa não apenas nossa peregrinação para a Canaã Celestial como também Deus em nosso meio, porque o Templo significa que Deus habitaria conosco”, explica Fernando Galvão, líder de Desbravadores para a região.O palestrante oficial do evento foi o pastor Helbert Almeida, líder de Desbravadores para o Pará, Amapá e Maranhão, suas palestra focaram na importância da fidelidade dos juvenis até a volta de Jesus.

A desbravadora Daiane Paixão veio de longe para participar do campori. Seu clube, Defensores da Palavra, é de Laranjal do Jari, no Amapá. Daiane diz que “A Marcha da Vitória” mudou a sua vida. “As pregações e as músicas estão sendo inspiradoras”, diz. Já a desbravadora Melissa Santos, de Porto de Móz, afirma que, além da programação, adorou o Rio Tapajós e se pudesse moraria no campori para sempre. “Foi tudo ótimo!”, alegra-se a menina.

A movimentação incomum na praia do Tapari também chamou atenção da mídia local. O evento foi destaque no Bom Dia Santarém da TV Tapajós, afiliada Globo. [Equipe ASN, Pâmela Meireles]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox