Notícias Adventistas

Igreja realiza culto no formato drive-in para fiéis de grupos de risco em Joinville

Fiéis assistem culto sem sair de seus automóveis

Por Paulo Ribeiro 23 de junho de 2020

Fiéis assistem cultos sem saírem de seus automóveis. [Foto: Angela Akemi].

Fiéis que pertencem ao grupos de risco de contaminação pela Covid-19 mataram a saudade dos cultos presenciais na igreja adventista do bairro Boa Vista, em Joinville, na tarde do último sábado (20). Para atender todos com segurança, os anciãos e suas esposas realizaram o culto no formato drive-in no estacionamento do templo. Os espectadores assistiram toda a programação sem sair de seus veículos.

Cátia Crispim é uma das fiéis que esteve no culto drive-in. Ela é transplantada renal e tem uma doença auto imune chamada Granulimatose de Wegner. Por esse motivo, desde o início da pandemia a adventista não participa dos cultos presenciais. “Foi maravilhoso cantarmos, orarmos e lermos a Palavra do Senhor junto com nossos queridos irmãos. Ouvir o sermão do nosso querido pastor João Rostirolla. Foi um renovo em minha vida. Sou muito agradecida à minha querida igreja do bairro Boa Vista. Obrigada Senhor!”, agradece Cátia.

De acordo com uma das organizadoras, Angela Akemi, cerca de 20 pessoas assistiram a programação, sem contar a equipe de apoio. “A ideia surgiu porque nós estávamos preocupados com nossos irmãos do grupo de risco. Nós temos ligado para eles durante o isolamento social causado pela pandemia, mas não é a mesma coisa. Então, começamos a fazer visitas e orar com eles, mesmo que fosse no portão das suas casas, mas mesmo assim achamos que não era o suficiente”, diz Angela.

Ainda de acordo com Angela, o culto também foi transmitido ao vivo pela internet. Até a manhã desta terça-feira, o vídeo contava com quase 3 mil visualizações.

Decreto sobre retorno das atividades religiosas 

Desde o dia 20 de abril, as igrejas podem realizar cultos presenciais em Santa Catarina, porém devem seguir algumas orientações. Entre elas, a Secretaria de Estado de Saúde recomenda que pessoas do grupo de risco não frequentem as reuniões religiosas, com exceção de programações no formato drive-in.

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox